Data
Título
Take
9.5.09

Real.: Abel Ferrara

Int.: Willem Dafoe, Bob Hoskins, Asia Argento, Matthew Modline, Burt Young

 

 

Após dois anos desde a abordagem religiosa com Mary (2005) que contou com a dualidade de Juliete Binoche como protagonista, o celebre realizador Abel Ferrara regressa desta vez sem o ambiente evangélico, mas no “submundo” das pistas de dança. Go Go Tales é uma comédia dramática sobre o negócio relevante á dança nocturna como a”Go Go Dance”. O filme escrito pelo próprio realizador recorre ao cabaré Ray Ruby’s Paradise, uma sofisticada casa de espectáculos para aqueles que procuram prazer em ver mulheres dançando sob o varão e de preferência com pouca roupa. De inicio sendo um paraíso tal como o nome indica, “Paradise”, se torna numa comédia “screwball” em que utiliza a temática, um mal nunca vem só. Com o iminente encerramento do estabelecimento e as eventuais greves das dançarinas, a única esperança de Ray Ruby’s Paradise reside no bilhete lotaria comprado pelo empresário administrador, Ray Ruby (Willem Dafoe). O dito bilhete é o premiado, mas para piorar as coisas, Ruby o perdeu. Go Go Tales estreou dia 23 de Maio de 2007 no Festival de Cannes e concorreu ao Grande Prémio no Festival de Montreal. Ao contrário da seriedade e “arrogância” de Mary, este novo filme é de tom mais descontraído o que se nota no rol de personagens bem doseadas pelo humor e sem pudor em “entrelaçar” conteúdo de teor sexual. Este delicado e sedutor “mundo aparte” leva-nos a uma viagem cativante e sem ênfase dramáticas ao submundo, uma comédia que mesmo sem brilhar estonteante, encanta, tal como a sensual banda sonora e a prestação musical de Willem DaFoe, num dos seus melhores papeis. O resto do elenco é um Bob Hoskins bem carismático, uma Asia Argento com o sex-appeal no máximo, Um Matthew Modline hilariante e Burt Young, mais conhecido como o cunhado de Rocky, que passa completamente ao lado. E tu, resistes em não entrar?

 

A não perder – Para quem sonha com Asia Argento

O melhor – O tom caricatural das personagens

O pior – Nada mais para além de um descontraído exercício de humor

 

Recomendações – Kiss Me, Stupid (1964), Coyote Bar (2000), Striptease (1996)

7/10

 


publicado por Hugo Gomes às 00:13
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Filme romeno conquista 68...

Downsizing (2017)

Joss Whedon fora de Batgi...

Pedro Costa terá novo fil...

Os "restos" de Terrence M...

Anne Hathaway em novo fil...

Rabid terá remake!

Robert Pattinson trabalha...

Ira Sachs filmará em Port...

Den of Thieves contará co...

últ. comentários
Notícia triste, mais um talento do qual nos desped...
Ridículo. Não são os únicos posters desta "naturez...
A Vida Íntima de Sherlock Holmes: 5*Acho o filme e...
Estava convencido que fosse o There Will Be Blood....
Para mim, The Master.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO