Data
Título
Take
7.5.09

O (Re)inicio!

 

Eles são velozes, eles são furiosos e fazem milhões. Em 2001, David Ayer e Gary Scott Thompson escreveram um argumento baseado num artigo de revista escrito por Ken Li “Racer X, um cruzamento dos mais básicos e apelativos elementos de qualquer revista masculina, mulheres esculturais, musica de "batidas" fortes, carros de alta cilindrada, corridas de preferência ilegais para dar mais adrenalina "á coisa" e um protagonista tão cool, que basta só dizer meia dúzia de palavras para afugentar qualquer patife. Isto é Velocidade Furiosa, um filme que custou 38 milhões de dólares e que rendeu o quadruplo nos EUA. Reunia Vin Diesel e Paul Walker, que iriam sofrer enormes alterações nas suas carreiras como actores após do filme. Mesmo que tenham acumulado mais alguns êxitos foram deste, depressa foram vitimas num prematuro esquecimento na indústria cinematográfica.

 

 

O quarto filme baseado no fenómeno street racing volta a reunir a dupla "maravilha" após dois filmes inteiramente ausentes dela, mesmo que Paul Walker tenha protagonizado a sequela de 2003 e Vin Diesel apenas integrou um cameo em Tokyo Drift, o terceiro filme que resultou em algo muito abaixo das expectativas e no agrado geral do público. Como manobra de revitalizar o franchising que se encontrava meio perdido, a Universal Pictures convenceu os dois "astros", Walker de regresso como agente da FBI e Diesel como o campeão marginal de street racing, a juntar noutra frenética corrida contra o tempo. Contudo com a chegada dos mesmos, a "equipa" feminina também regressou em peso (Michelle Rodriguez e Jordana Brewster).




A realização está a cargo de Justin Lin, o mesmo de Fast & Furious: Tokyo Drift, um ser nato para filmar corridas aceleradas em vastos ambientes e sequências de acção trepidantes e bem estruturadas. Resultado disso é que semi-reboot já bateu recordes de bilheteira, o que está a motivar a produção de ainda mais sequelas. Porém, apesar de não existir nada de novo aqui do que habitual sentimento de segurança financeiro, acredito piamente que exista mesmo alguém que vibra com isto tudo, eu sei porquê, entendo as razões, os atributos estéticos que por sua vez ditam o que é de mais "importante" nesta sociedade fútil. E nunca tive esperanças de ver um filme intrínseco com citações marcantes, ou interpretações infalíveis dignas de Óscar, não senhor, também não pensei noutra coisa além de ver tunning, street racing, mulheres esculturais e Vin Diesel, sublinho, nunca outra coisa ara além disso. Mas chateia, e que maneira, o facto de ser sempre a mesma formula ter sucesso.

 

 

Oco, irreal, digno dos registos da MTV e de todo o seu legado, eis um entretenimento básico e limitado com Diesel e os seus diálogos á la Steven Seagal, quase monossilábicos e reduzidos. Walker continua a ser um protagonista mais forte, Jordana Brewster é talentosa, mas foi reduzida a adereço, Rodriguez tem pouco tempo de antena. Em termos comparativas à saga que já dita o box office, Fast & Furious é um filme útil não pelo rumo da história, mas para voltar a atrair fãs, tirando isso é dispensável e bastante inferior, as corridas (ponto alto do franchising) nem sequer aproximam dos melhores momentos, optam antes por jogar Need for Speed.


"A real driver knows exactly what's in his car."

 

Real.: Justin Lin / Int.: Vin Diesel, Paul Walker, Michelle Rodriguez, Jordana Brewster



A não perder – para quem continua a pensar que Velocidades Furiosas são sinónimos de virilidade.

 

O melhor – para os fãs, o regresso de Vin Diesel

O pior – Nada de mais, existe mais sensação a jogar Need For Speed numa consola qualquer.

 

Recomendações – Fast Track – No Limits (2008), Nitro (2007), Red Line (2007)

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 14:11
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De João M. a 2 de Janeiro de 2010 às 15:09
Espectacular, Melhor k o primeiro, Vin Diesel Rules :X


De migalhas a 15 de Março de 2010 às 14:21
filmito mesmo á pintarolas.......lixo!!!


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Den of Thieves (2018)

Agnès Varda trabalha em n...

Versão live-action de Swo...

My French Film Festival, ...

Jean-Pierre Verscheure na...

KINO regressa com a sua 1...

Trailer de Ghostland, o n...

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO