Data
Título
Take
25.1.09

 

Nascido em 10 de Maio de 1962, Colorado (EUA), David Fincher foi sempre descrito como um herdeiro da arte de suspense de Alfred Hitchcock, contudo o seu passado foi um pouco mais moderno, tendo iniciado a sua carreira de realizador de videoclips, o seu trabalho com o videomusical de “Express Yourself” de Madonna é a sua obra mais conhecida desse ramo. Iniciou-se no grande ecrã como “tapa buracos” da saga Alien, que os produtores tentavam reavivar para os anos 90, Alien 3 (1992) foi o seu bilhete de entrada a um expansivo mundo cinematográfico que começou a realçar com Se7en (1995), que redefiniu os parâmetros do thriller moderno. Protagonizado por Morgan Freeman e Brad Pitt, Se7en foi um êxito de público e critica e nos dias de hoje continua a ser a referência do género, passados dois anos volta a surpreender com The Game com Michael Douglas e Sean Penn, onde invoca o mundo hitchcockiano de forma moderna e sempre ligado às raízes de videoclipp. O seu auge foi atingido com Fight Club (1999), o seu retrato á sociedade á beira do apocalipse quotidiano, em que arranca com uma voraz crítica ao consumismo e aos parâmetros, considerados normais, da sociedade, ainda hoje é o filme mestre da inserção da anarquia. Em 2002, realiza provavelmente um dos seus maiores êxitos entre o grande público, onde volta abordar o legado de Hitchcock, desta vez presente num espaço claustrofóbico liderado por Jodie Foster e Forest Whitaker em Panic Room. A partir teve que se esperar 5 anos de ausência, para este presentear-nos com Zodiac, que não teve o grande apoio entre o publico, apesar de a crítica tê-lo aceitado bastante bem, mas Fincher tinha planos maiores e mais arriscados, adaptar o conto de F. Scott Fitzgerald, The Curous Case of Benjamin Button. Tal feito deu-se em 2008, com Brad Pitt a protagonizar a fantástica história de um homem que nasceu velho e que rejuvenesce com o passar dos anos. O filme tem sido aplaudido por onde passa, tem tido um sucesso comercial bem agradável e recentemente veio a saber que foi nomeado para o Óscar de Melhor Filme, o mesmo que Fincher na categoria de Melhor Realizador. A ver vamos. Enquanto isso, o futuro de Fincher será planeado com a incursão de Ness (2010), em que conta a história de um detective, Matt Damon (Elliot Ness) e a sua luta contra Al Capone, baseado na graphic novel Torso.

   

 


publicado por Hugo Gomes às 16:17
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Filipe Machado a 25 de Janeiro de 2009 às 20:47
Um dos melhores realizadores das últimas duas décadas! Excelente artigo, parabéns!


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Downsizing (2017)

Joss Whedon fora de Batgi...

Pedro Costa terá novo fil...

Os "restos" de Terrence M...

Anne Hathaway em novo fil...

Rabid terá remake!

Robert Pattinson trabalha...

Ira Sachs filmará em Port...

Den of Thieves contará co...

Melissa McCarthy em filme...

últ. comentários
Notícia triste, mais um talento do qual nos desped...
Ridículo. Não são os únicos posters desta "naturez...
A Vida Íntima de Sherlock Holmes: 5*Acho o filme e...
Estava convencido que fosse o There Will Be Blood....
Para mim, The Master.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO