Data
Título
Take
25.1.09

 

Nascido em 10 de Maio de 1962, Colorado (EUA), David Fincher foi sempre descrito como um herdeiro da arte de suspense de Alfred Hitchcock, contudo o seu passado foi um pouco mais moderno, tendo iniciado a sua carreira de realizador de videoclips, o seu trabalho com o videomusical de “Express Yourself” de Madonna é a sua obra mais conhecida desse ramo. Iniciou-se no grande ecrã como “tapa buracos” da saga Alien, que os produtores tentavam reavivar para os anos 90, Alien 3 (1992) foi o seu bilhete de entrada a um expansivo mundo cinematográfico que começou a realçar com Se7en (1995), que redefiniu os parâmetros do thriller moderno. Protagonizado por Morgan Freeman e Brad Pitt, Se7en foi um êxito de público e critica e nos dias de hoje continua a ser a referência do género, passados dois anos volta a surpreender com The Game com Michael Douglas e Sean Penn, onde invoca o mundo hitchcockiano de forma moderna e sempre ligado às raízes de videoclipp. O seu auge foi atingido com Fight Club (1999), o seu retrato á sociedade á beira do apocalipse quotidiano, em que arranca com uma voraz crítica ao consumismo e aos parâmetros, considerados normais, da sociedade, ainda hoje é o filme mestre da inserção da anarquia. Em 2002, realiza provavelmente um dos seus maiores êxitos entre o grande público, onde volta abordar o legado de Hitchcock, desta vez presente num espaço claustrofóbico liderado por Jodie Foster e Forest Whitaker em Panic Room. A partir teve que se esperar 5 anos de ausência, para este presentear-nos com Zodiac, que não teve o grande apoio entre o publico, apesar de a crítica tê-lo aceitado bastante bem, mas Fincher tinha planos maiores e mais arriscados, adaptar o conto de F. Scott Fitzgerald, The Curous Case of Benjamin Button. Tal feito deu-se em 2008, com Brad Pitt a protagonizar a fantástica história de um homem que nasceu velho e que rejuvenesce com o passar dos anos. O filme tem sido aplaudido por onde passa, tem tido um sucesso comercial bem agradável e recentemente veio a saber que foi nomeado para o Óscar de Melhor Filme, o mesmo que Fincher na categoria de Melhor Realizador. A ver vamos. Enquanto isso, o futuro de Fincher será planeado com a incursão de Ness (2010), em que conta a história de um detective, Matt Damon (Elliot Ness) e a sua luta contra Al Capone, baseado na graphic novel Torso.

   

 


publicado por Hugo Gomes às 16:17
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Filipe Machado a 25 de Janeiro de 2009 às 20:47
Um dos melhores realizadores das últimas duas décadas! Excelente artigo, parabéns!


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Poirot não descansa! Avan...

Ghost Dog terá sequela!

A Liga da Justiça decepci...

Primeiro vislumbre da seq...

Arranca o 11º LEFFEST – L...

The Square (2017)

Pedro Pinho avança com no...

Justice League (2017)

Hitman será série de tele...

Vem aí novo spin-off de S...

últ. comentários
Nice. Ansioso por ler a crítica e a entrevista ent...
Rapaz, o Lucky já o vi em visionamento de imprensa...
Em quais sessões estás interessado? Amanhã vou ver...
Ando por lá, sim, nem que seja só para entrevistas...
Aquela música, meu! Voltei a ser criança. Hugo, pe...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO