Data
Título
Take
25.7.07

 

Depois do Eclipse seguem as Crónicas!

 

Num espaço distante, um exercito de convertidos denominados de Necromongers, viajam pelas vastas galáxias a fim de expandir a sua crença. No caso desta conversão não for bem-sucedida, o planeta em questão é aniquilado, passando assim para o próximo. Liderados pelo temido Lord Marshall (Colm Feore), os Necromongers apenas temem uma antiga profecia que explicita a derrota do "messias" por uma extinta raça de humanos, os Furyianos, no qual pertence o fora-da-lei, Richard P. Riddick (Vin Diesel).

 

 

Após o culto gerado por Pitch Black, datado do ano 2000, David Twohy se "converte" ao grande espectáculo hollywoodesco, com a disposição de um orçamento de tamanho ultrapassável de 100 milhões de dólares (comparado com os "míseros" 23 milhões de Pitch Black). Enquanto o antecessor resultaria num negro exercício de ficção cientifica combinado com um protótipo de acção, uma obra carpinteira requerida às mais diversas influências do género como Alien ou The Thing, The Chronicles of Riddick, que com graças ao seu milionário orçamento, joga pelo seguro em termos criativos e produtivos. Este produto atinge espectacularidade visual, um dark sci-fy que descredibiliza até se transformar num space-opera musculado com tudo o que se tem direito, desde Vin Diesel a tornar-se num carismático e omnipresente anti-herói (com quedas messiânicas) e os efeitos especiais, o qual foram-lhe atribuídos protagonismo, a emanarem aliciação visual.

 

 

Face a tal luxuosa produção, The Chronicles of Riddick consegue envergar algumas interessantes e subliminares temáticas no seio desta batalha de crenças inter-galácticas, aludindo à época das cruzadas cristãs e da constante soberania religiosa que nos dias de hoje se mantêm. Contudo é de pressentir que o tal desenrolar nos remete a Riddick como um rip-off de Conan, The Barbarian, de John Milius, a obra que este episódio parece descaradamente "copiar", até mesmo nos pormenores finais são preservados e a rudeza dos protagonistas, similares. Após tais referências distinguidas pelo espectador, a obra de David Twohy é saboreada como uma salada de influências, onde a originalidade dá lugar a um vazio criativo de fazer "olhinhos" às grandes massas.

 

 

O resultado final é uma pseudo-epopeia espacial longe do espírito presenteado pelo realizado de há quatro anos atrás. É que apesar de tudo, e não tendo sido uma obra-prima, o low budget Pitch Black era um negro e esforçado exemplar do género, obviamente anos-luz deste The Chronicles of Riddick, um entretenimento para o menos exigente fã de ficção científica, um produto de fácil esquecimento que levará Vin Diesel, prejudicial aos desenvolvimento dos personagens secundários, a caminhos ambiciosos de um futuro franchise. Com Judi Dench, Karl Urban e Thandie Newton a preencher o leque.

 

" It's an animal thing."

 

Real.: David Twohy / Int.: Vin Diesel, Colm Feore, Thandie Newton, Judi Dench, Karl Urban, Alexa Davalos, Linus Roache

 


4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 01:07
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De criação de sites a 29 de Abril de 2010 às 08:47
Se tem Vin Diesel não precisa nem perguntar se é bom :)


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Poirot não descansa! Avan...

Ghost Dog terá sequela!

A Liga da Justiça decepci...

Primeiro vislumbre da seq...

Arranca o 11º LEFFEST – L...

The Square (2017)

Pedro Pinho avança com no...

Justice League (2017)

Hitman será série de tele...

Vem aí novo spin-off de S...

últ. comentários
Nice. Ansioso por ler a crítica e a entrevista ent...
Rapaz, o Lucky já o vi em visionamento de imprensa...
Em quais sessões estás interessado? Amanhã vou ver...
Ando por lá, sim, nem que seja só para entrevistas...
Aquela música, meu! Voltei a ser criança. Hugo, pe...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO