Data
Título
Take
18.8.07

 

Real.: Steven Spielberg

Int.: Tom Cruise, Justin Chatwin, Dakota Fanning, Tim Robbins

 

 

Ray (Tom Cruise) é o que devíamos prenunciar como um pai mais que imperfeito. Despreocupado, pouco serio e divorciado, Ray tem dois filhos; um jovem adolescente (Justin Chatwin) e Rachel, a sua filha mais nova (Dakota Fanning) que estão instalados em sua casa naquele fim-de-semana. Quando estranhas trovoadas surgem, e na superfície do solo erguem tripods extraterrestres que ameaçam o planeta, Ray terá que proteger a todo o custo, o que resta da sua família.

Antes de mais, War of the Worlds não bebe da mesma agua que o pipoqueiro ID4 – Independecnce Day, o filme de Spielberg é uma adaptação livre da obra de H.G.Wells (com o mesmo titulo), que nos dá um relato arrepiante do que poderia ter sido se a Terra fosse atacada por seres alienígenas tecnologicamente mais avançados que o Homem, (tal texto conseguiu aterrorizar os EUA com uma inequivoca narração pde Orson Welles por via radio). E na comparação com o filme de Roland Emmerich, A Guerra Dos Mundos não contêm qualquer adição do cinema pipoca adolescente que o ultimo possui, não é de estranhar que não exista heróis, presidentes solidários e rambos de ultima hora, contra-ataques por parte dos humanos, diálogos absurdos e uma leve dramatização a roçar o bacocismo, e é nesse caso que é correcto afirmar que a Guerra Dos Mundos de Steven Spielberg é um anti-blockbuster, é mais do que um simples espectáculo á la Michael Bay, é uma incursão de um tema ficcionario ambientado num mundo pós 11 de Setembro e alusão a essa data historica e intemporal, eleva os vulgares filmes de aliens a um patamar superior, a um lugar desconhecido para o género, mas sempre com os "olhos" postos na traumatização do mundo após o incidente do decimo primeiro dia do mês de Setembro.

È a primeira vez na carreira de Spielberg que vemos mortíferos e malfeitores extraterrestres ao contrario dos habituais estereotipo criado pelo realizador (E.T – O Extraterrestre, Os Encontros Imediatos De Terceiro Grau e nas cenas finais de A.I- Inteligência Artificial). È de esperar que com Spielberg venha as mais avançadas tecnologias no campo dos efeitos especiais e sonoros, criando algumas das mais espectaculares imagens de destruição ao mesmo tempo credíveis e assustadoras, e talvez seja esse o melhor adjectivo para película, a visão de Spielberg dum ataque alienígena é assustadora, arrepiante e realista.

Tom Cruise, apesar da sua reputação nos tablóides, tem uma interpretação acima da média facultando uma caracterização sólida de um homem imperfeito como pai, completando-se com Dakota Fanning, apresentando uma química entre ambos. Esta “menina-prodígio” tem aqui a sua melhor interpretação da sua pequena e jovem carreira e talvez o desempenho do filme (a de uma criança na casa dos 10 a 13 anos).

Estamos perante um filme negro de Spielberg, o mais desde Minority Report e Lista De Schindler. Na verdade foi preciso um realizador mais que experiente para conseguir criar um blockbuster que é ao mesmo tempo um pequeno pedaço do cinema. E que apesar das “gafes” apresentadas no filme, nada de grave que tire o brilhantismo desta visão que só o mestre realizador consegue-nos dar. Um exercicio de horror e panico feito com mestria.

 

 

9/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 21:55
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

A Liga da Justiça decepci...

Primeiro vislumbre da seq...

Arranca o 11º LEFFEST – L...

The Square (2017)

Pedro Pinho avança com no...

Justice League (2017)

Hitman será série de tele...

Vem aí novo spin-off de S...

Afinal vai mesmo haver sé...

Gal Gadot recusa fazer Wo...

últ. comentários
Nice. Ansioso por ler a crítica e a entrevista ent...
Rapaz, o Lucky já o vi em visionamento de imprensa...
Em quais sessões estás interessado? Amanhã vou ver...
Ando por lá, sim, nem que seja só para entrevistas...
Aquela música, meu! Voltei a ser criança. Hugo, pe...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO