Data
Título
Take
17.7.08

A reinvenção do conto, a promessa de um cineasta!

 

O que tem em comum Capuchinho Vermelho, Ganso dos Ovos de Ouro, Rapunzel e Hansel & Gretel e a Casinha de Chocolate? Todos são contos que marcaram infâncias, mas acima de tudo, são todas criações populares dos Irmãos GrimmJacob e Wilhelm, que em plena conquista Napoleónica registavam folclore, fábulas e lendas e as convertiam em contos, dando assim fama e notoriedade às mesmas. Mais do que uma adaptação de um desses contos de autor, Brothers Grimm de Terry Gilliam é uma recriação e revisionismo da mesma palavra conto. Aqui os dois “contadores de histórias” encarnam duas personagens (Heath Ledger, Matt Damon) dignas da própria história que criara. Ambos charlatães que sobrevivem a enganarem as aldeias mais ignorantes com alegadas assombrações e bruxedos, porém tudo resultante de um simples teatro. Um dia são capturados e ordenados pelo exército francês a investigar acontecimentos bizarros que abalam uma vila isolada por densas florestas, fazendo uso das artimanhas e sabedoria dos irmãos na arte da encenação e burla. Enfim, o que julgavam ser um simples truque de ilusão, é afinal algo autêntico, uma velha lenda que ganha vida, uma orgulhosa e narcisista rainha amaldiçoada pelo seu amor-próprio.

 

 

É fascinante a tamanha crença em Terry Gilliam, um ex-Monthy Python, declarado para muitos como uma espécie de S. Sebastião do cinema mais original, contudo provas de tal aclamação ainda não fora esclarecidas. Celebre realizador de Twelve Monkeys  (1998) e dos ainda discutidos Brazil e Time Bandits, o autor assoberba a sua fascinação pela fantasia e recolhe para esta as mais variadas referências aos contos de Grimm para construir um argumento coeso, que infelizmente é aí que reside o seu “calcanhar de Aquiles”. Há que reconhecer o esforço (não é fácil unificar imensos contos num só argumento), mas também há que legitimar a sua esquizofrenia e a sua densidade de “faz de conta”. Gilliam tenta realizar um filme á lá Tim Burton, invocando o toque e visual do mesmo autor de Ed Wood e Edward Scissorhands, mas obviamente sem a identidade da mesma, a sua compostura provém de uma fértil imaginação mas não da melhor forma de executar as suas ideias. O realizador brinca aos “sósias”, mas para seu bem é os cenários que se distinguem entre o melhor desta obra indolor.

 

 

Matt Damon e Heath Ledger são os protagonistas, ambos interpretam os irmãos Grimm e são de facto profissionais em preencher a suas personagens, mas é o irreconhecível Ledger que se distingue da dupla, Jacob Grimm, um ingénuo inseguro. No elenco podemos ainda encontrar o talentoso mas subvalorizado Peter Stormare como Cavaldi, um italiano recrutado pelo exército napoleano, a personagem mais divertida de todo o filme, o seu sotaque é irresistível. Na secção de vilões temos o já habitual nas produções de GilliamJonathan Pryce como um louvado general francês, demasiado agarrado ao seu estereótipo e a “rainha” Monica Bellucci, bela como sempre. Quanto a Lena Haedey a elaborar o sidekick e par romântico dos nossos irmãos, uma suposta “maria-rapaz” que não teme perigo algum, é talvez a menos bem-sucedida interpretação do filme, um papel “sem tempero”.

 

 

The Brothers Grimm de Terry Gilliam é uma falhada tentativa de reinvenção, não é desta que a promessa afirma, mas mesmo assim e tendo em conta aquilo que acabamos por assistir nesta temporada cinematográfica, eis uma obra no mínimo original e bem sabemos que originalidade nos dias de hoje é de louvar. Cenicamente é belo, mas isso não faz um filme.

 

Angelika, look. You see that window, way, way up high? Many centuries ago, that's where the Queen lived. She was treasured by all of Europe, famed for her incredible beauty, but also vain and selfish. Her world was her own reflection. It was on the Queen's wedding day that the plague arrived. The King was the first to die. His bride built a tower. She locked herself away, safe from the horrors below. But what she forgot, was that plague is carried on the winds. When she first fell sick, and her gorgeous flesh began to rot away, they say you could hear her screams across the oceans. My princess isn't afraid, is she? It's just an old story. Papa's here to protect you.”


O melhor – a reinvenção do conto

O pior – um argumento com mais olhos que barriga

 

Real.: Terry Gilliam / Int.: Matt Damon, Heath Ledger, Monica Bellucci, Jonathan Pryce, Peter Stormare, Lena Headey



 

The Brothers Grimm” – 6 estrelas "É um filme que acaba por nos cair bem ao fim de duas horas de duração. Mas peca pela sua pouca linearidade narrativa e pelo fraco desempenho em aproveitar a vida de dois grandes escritores numa obra-prima cinematográfica.Ante-Cinema

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 17:08
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De O Cara da Locadora a 18 de Julho de 2008 às 03:02
Filme bem fraquinho... Mas com um visual interessante...


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

A Liga da Justiça decepci...

Primeiro vislumbre da seq...

Arranca o 11º LEFFEST – L...

The Square (2017)

Pedro Pinho avança com no...

Justice League (2017)

Hitman será série de tele...

Vem aí novo spin-off de S...

Afinal vai mesmo haver sé...

Gal Gadot recusa fazer Wo...

últ. comentários
Nice. Ansioso por ler a crítica e a entrevista ent...
Rapaz, o Lucky já o vi em visionamento de imprensa...
Em quais sessões estás interessado? Amanhã vou ver...
Ando por lá, sim, nem que seja só para entrevistas...
Aquela música, meu! Voltei a ser criança. Hugo, pe...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO