31.12.15

 

UM BOM 2016, COM GRANDES FILMES!

tags:

publicado por Hugo Gomes às 18:29
link do post | comentar | partilhar

31.12.15

Creed - O Legado de Rocky.jpg

 

Quando o êxito de ontem é o sucesso de amanhã!

 

Apesar dos muito bons resultados, Mad Max: Fury Road [ler crítica] foi uma prolongação da fórmula lançada por The Road Warrior (que por sua vez tem traços de Vanishing Point). Já Star Wars: The Force Awakens [ler crítica], de forma a não desiludir ávidos fãs, assumiu-se como um reboot do clássico de 1977, e agora, chega-nos Creed, a "side-sequel" de Rocky, que nos confirma o já confirmado, o cinema actual estava cada vez mais refém das memórias passadas e que os modelos antecessores ainda são equações vencedoras.

 

635712555627482823-XXX-CREED-SNEAKPEEK-MOV02-DCB-7

 

Mas deixando de antologias e case studies do espectáculo cinematográfico que inunda as nossas salas, Creed revela-nos uma história paralela do universo centrado no célebre pugilista de Filadélfia, Rocky Balboa, o muito pessoal personagem de Sylvester Stallone, que faz tudo por tudo para não deixar de vez o legado assim construído. Quem se lembra de Apollo Creed? O rival de Balboa na primeira estância no ringue? Aquele que era interpretado por Carl Weathers? Pois bem, parece que a personagem tinha um filho bastardo com iguais paixões pelo boxe e ambição demolidora deixar a sua marca no hall of fame do desporto.

 

Screenshot_2015-07-01_09.35.32.0.0.png

 

Mas o apelido que carrega é um fardo, qualquer feito seu é automaticamente comparado ao seu falecido pai e como tal recorre aos conselhos do ex-rival do seu patriarca, o não menos Rocky Balboa. Assim começamos um treino que logo após o primeiro arranque invoca inevitáveis símiles com o original de 1976 (deve ser o efeito Creed), aquele filme que seduziu a Academia, tendo sido premiado face a opções mais ousadas (entre elas, o indiscutível Taxi Driver). E essas memórias não falham, tudo aqui transpira a Rocky e todo o legado que dificilmente consegue contornar.

 

creed-large.jpg

 

Mesmo sabendo que o personagem principal chama-se Adonis Creed (Michael B. Jordan), o filme tem tendência em focar, principalmente, em Rocky, como não bastasse a profunda catarse em 2006 [ler crítica]. Podem mudar o título, o holofote, o background e as motivações, mas nada impede que todos os caminhos levam-nos a Rocky e igualmente a Stallone, cuja exaustiva exploração mata intrinsecamente uma personagem que serviu e que continua a servir de inspiração para muitos. Mas voltando a direccionar a luz para o novo protagonista, é fácil encontrar motivos que chegue para simpatizar com este novo embrião, Jordan é um exemplo disso, confiante como poucos, com a capacidade de transportar a novelesca personagem para territórios tão familiares neste franchise, tudo sem cair na pura "anedotice".

 

635712538022292039-XXX-CREED-SNEAKPEEK-MOV01-DCB-7

 

Por detrás das câmaras, Ryan Coogler, o realizador independente que seduziu meio mundo com o seu relato realistico-emocional em Fruitvale Station (também protagonizado por Jordan [ler crítica]), atribui alguma dignidade ao material, que possui mais inverosimilhanças que profundidade. Ele é um "engenheiro" que torna uma obra que poderia confundir com tantas outras do género num exemplo de raça técnica. Entre as evidências dessa genica na condução da narrativa é o impressionante combate filmado como uma plano-sequência. Nesta cena é possível confirmar os dotes de Coogler para com o realismo, quer performativa, quer temporal, e na sua constante cumplicidade com B. Jordan na atribuição de um tom emocional ao "acontecimento".

 

maxresdefault (1).jpg

Mas a verdade, é que, contudo, para quem é fã desta saga de pugilismo e de esperança interiorizada no meio do ringue, não sairá defraudado, mas Creed não possui a suficiente emancipação para causar um verdadeiro KO. Nem mesmo as frases vividas de Rocky, que tanto sentimento trouxeram no filme de 76, assim como o de 2006, são isentas de igual vitalidade, assim como do esperado impacto. Talvez seja resultado, para todos os efeitos, da percepção de Stallone de que o seu material foi vendido, não contendo a mesma intimidade e agora "atirado" sob o rótulo de nova geração. Quanto ao filme propriamente dito, ele é nada mais, nada menos, que um replicado do primeiro filme, recontado e distorcido para soar como novo. Excuse me, but i don't buy it!

 

"Time takes everybody out; time's undefeated."

 

Real.: Ryan Coogler / Int.: Michael B. Jordan, Sylvester Stallone, Tessa Thompson, Phylicia Rashad

 

michael-b-jordan-3.jpg

 

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 11:47
link do post | comentar | partilhar

30.12.15

640_indiana_jones_raidersofthelostarc_still.jpg

Indiana Jones pode regressar ao grande ecrã. Pelo menos quem confirma é Bob Iger, presidente da Disney, durante uma entrevista na Bloomberg cujo tema foi o impacto que o novo episódio de Star Wars está a contrair em todo o Mundo. Vale a pena salientar que o novo filme intergaláctico já rendeu até à data mais de 1,222 mil milhões de dólares à escala global.

 

De volta a Indiana Jones, de momento desconhece-se se Harrison Ford retomará ao papel do arqueólogo mais famoso do cinema, mas recordamos que anteriormente, o actor e o realizador Steve Spielberg haviam comprometido um novo filmes da franquia, que teria estreia em 2017 ou 2018, isto antes da produtora Lucasfilms ter sido comprada pela Disney.

 

Indiana Jones conta actualmente com quatro filmes (Raiders of the Last Ark em 1981, The Temple of Doom em 1984, The Last Crusade em 1989 e The Kingdom of the Crystal Skull em 2008), todos eles de grande êxito comercial, e uma série de TV - The Young Indiana Jones Chronicles - transmitida entre 1992 e 1993, que remetia à juventude do personagem, aqui interpretado por Sean Patrick Flanery.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 20:17
link do post | comentar | partilhar

The-Girl-on-the-Train-1-620x410.jpg

A Entertainment Weekly divulgou as primeiras imagens da adaptação cinematográfica do best-seller The Girl On The Train (A Rapariga no Comboio), da autoria de Paul Hawkins (editado em Portugal através da Topseller). O filme será assinado por Tate Taylor (The Help [ler crítica]) e produzido por Steve Spielberg, no elenco poderemos contar com os desempenhos de Emily Blunt (Sicario), Haley Bennett (The Equalizer [ler crítica]) e Rebeca Ferguson (Mission: Impossible - Rogue Nation [ler crítica]), Chris Evans (Captain America: The Winter Soldier [ler crítica]), Jared Leto (Dallas Buyers Club [ler crítica]) e Edgar Ramirez (Point Break, Joy). 

 

O enredo segue Rachel (Blunt), uma mulher que apanha todos os dias o mesmo comboio. Durante a viagem, observa as mesmas paisagens e as mesmas casas, numa delas vislumbra a mesma família. Entediada com o percurso diário, Rachel imagina a vida perfeita destas mesmas, idêntica aquela que havia possuído e que perdeu recentemente, chegando mesmo a atribuir nomes aos desconhecidos do outro lado da janela. Porém, numa das suas triviais viagens, algo estranho capta a atenção da rapariga, uma imagem rápida que leva a suspeita de algo terrível. Rachel participa à polícia sobre o sucedido, sem imaginar que com isso trará consequências a todos os envolvidos.    

 

Estreia prevista para Outubro de 2016.

 

The-Girl-on-the-Train-2-620x413.jpg

 

Ver Também

Chris Evans e Jared Leto em The Girl on the Train (A Rapariga no Comboio)!

Rebecca Ferguson na adaptação da "A Rapariga no Comboio"!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 17:35
link do post | comentar | partilhar

29.12.15

Sem Título.jpg

O site C7nema (aqui) revelou a sua lista de melhores do ano, sendo o primeiro lugar do pódio partilhado pela trilogia de Miguel Gomes, As Mil e uma Noites, e a animação nipónica de Isao Takahata, Tale of Princess Kaguya [ler crítica]. The Birdman [ler crítica] e Room sucedem no top. Em paralelo, o C7nema distinguiu Mad Max: Fury Road [ler crítica] com o prémio especial atribuído ao melhor filme que estreou comercialmente em sala em Portugal.

 

  1. As Mil e uma Noites / Tale of Princess Kaguya
  2. Birdman (The Unexpected Virtue of Ignorance)
  3. Room
  4. Inside Out
  5. Anomalisa
  6. Mad Max: Fury Road
  7. Before We Go
  8. Le Meraviglie
  9. The Duke of Burgundy

 

 

Ler Críticas Relacionadas

Anomalisa (2015)

As Mil e uma Noites: Volume 1, O Inquieto (2015)

As Mil e uma Noites: Volume 2, O Desolado (2015)

As Mil e uma Noites: Volume 3, O Encantado (2015)

Inside Out (2015)

Le Meraviglie (2014)

 


Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

28.12.15

Como já é habitual por estas bandas, antes de avançarmos com os Melhores do Ano, passamos então (melhor palavra é despachar) o pódio dos infames. São dez filmes que não querem de maneira nenhuma preencher o imaginário do espectador; blockbusters sem nada de novo para dizer, outros apenas a decadência de outrora grandes artesãos, sequelas automatizadas e cansadas, equívocos que transformam em filmes e oportunismo barato no cinema português. Deliciem-se ou não com os dez piores filmes de 2015 segundo o Cinematograficamente Falando …

 

 

10) San Andreas

 

capa.jpg

"O subgénero dos chamados filmes-desastre viveu o seu apogeu em pleno anos 70 (Earthquake, de Mark Robson vem automaticamente à memória), mas actualmente parece estar reduzido à escola de Roland Emmerich. Visto como um pretexto para uma exposição gratuita de CGI, com mais interesse em "abanar" o box-office mundial do que propriamente presentear o espectador com novas plataformas e experiências cinematográficas, San Andreas é talvez mais um exemplo dessa mesma "escola", que tirando o seu pano de fundo pedagógico - a falha de Santo André e as suas placas tectónicas – é de curto rastilho sem razão alguma para a sua existência." ler crítica

 

 

09) The Last Witch Hunter

 

last-witch-hunter-trailer-poster-vin-diesel.jpg

"Por melhores visuais que se tenha, a personalidade é algo substancialmente importante para a valorização de uma imagem. The Last Witch Hunter tem em certa parte uma ostentação estética caprichosa, mas nada vale perante um industrializado tratamento (…) Um filme tão medíocre que chegamos definitivamente ao porquê de Timur Bekmambetov ter fugido "a sete de pés" deste projecto." ler crítica

 

 

08) Taken 3

 

taken-main.jpg

"Provavelmente a única coisa que poderemos reconhecer como Taken são os breves momentos em que Neeson explica à sua filha que está inserido numa cilada, previsivelmente por vias do telefone. De resto, é mais do mesmo, e menos do que aquilo que poderíamos contar. Depois deste tomo, Luc Besson (o produtor) deveria seriamente avançar noutro franchise, porque este está definitivamente morto e enterrado." ler crítica

 

 

07) Hector and the Search of Happiness

 

11921-hectorwide.1200w.tn.jpg

"O que é a felicidade afinal? Ficamos a questionar. Certamente a resposta não irá ser encontrada aqui, nem que Simon Pegg escreva duzentos livros sobre o tema. Porém, ver Rosamund Pike é sempre motivo para um sincero sorriso. Nesta demanda, é o mais próximo que temos da harmonia intrínseca." ler crítica

 

 

06) Insurgent

 

insurgent_trailer_still.jpg

"(…) temos aqui um dos prováveis candidatos ao prémio de pior filme do ano, se não for, é pelo menos o mais caro do catálogo, com 110 milhões de dólares empregues em "mimos visuais". Todavia, para mal dos nossos pecados, o próximo capítulo já está a caminho e, infelizmente, sob o processo de divisão para dois filmes distintos. Meu rico Aldous Huxley!" ler crítica

 

 

05) Jupiter Ascending

 

13836-jupiter_ascending_2015_movie-wide.1200w.tn.j

"Por enquanto, ficamos com a confirmação de que os Wachowski parecem não possuir mais nada a dar ao cinema (poderíamos apelidar isto como A Queda de Júpiter). Como resultado, temos quase um primo vistoso de Battlefield Earth. Um (muito) aborrecido espectáculo." ler crítica

 

 

04) Mortdecai

 

Mortdecai_3170146b.jpg

"Se é verdade que Johnny Depp já não possui o "sex appeal" de outrora, é agora um facto que o seu talento encontrasse desvanecido como resultado do ego. Mortedcai (a personagem) resume-se a uma caricatura falante, com demasiado espaço de antena e pouco para oferecer ao espectador. Depp, repleto de maneirismos, não disfarça o seu sotaque artificial e o overacting que nos indica que tudo o que acabamos de assistir não passa de uma brincadeira forçada." ler crítica

 

 

03) Suite Française

 

suite.jpg

"Assim, desenrola-se um arquétipo de Romeu & Julieta composto por um final incoerente face a tudo aquilo que se assistiu. Suite Française é sim uma vergonhosa adaptação de um livro que se revelou o derradeiro legado de um ser humano acorrentado pelo seu panorama social, mas livre pelas suas palavras." ler crítica

 

 

02) A Date with Miss Fortune

 

6470.jpg

Do outro lado do Oceano, A Date with Miss Fortune tem sido comparado exaustivamente com My Big Greek Wedding (Viram-se Gregos para Casar), tudo porque ao nosso dispor temos a enésima visão pitoresca dos estrangeiros em culturas norte-americanas, onde mais uma vez são retratados como famílias profundamente tradicionais e caricaturalmente bizarras (…) São filmes como estes que nos fazem perdoar Love Actually, de Richard Curtis, e nos fazem realmente questionar que imagem é que o mundo tem de Portugaller crítica

 

 

01) O Pátio das Cantigas

 

screen-shot-2015-05-05-at-13-19-12_770x433_acf_cro

"Cinema? Não, autocolante televisivo. Homenagem? Não, simplesmente oportunismo." ler crítica

 

 

Menções Desonrosas: Pasolini, The Seventh Son, Adieu au Langage, Escobar: Paradise Lost, American Sniper, 50 Shades of Grey, Tracers

 

Pior Actor - Channing Tatum (Jupiter Ascending)

Pior Actriz - Dânia Neto (O Pátio das Cantigas, O Leão da Estrela)

Pior Realizador - Leonel Vieira (O Pátio das Cantigas, O Leão da Estrela)

Pior Argumento - O Pátio das Cantigas / A Date With Miss Fortune

Pior Filme num Festival - Dheepan (Cannes), Jogo de Xadrez (FESTin)

Filme mais ofensivo do ano - American Sniper e a sua propaganda maniqueísta e O Pátio das Cantigas a demonstrar que 600 mil portugueses saem dos seus sofás para ver uma versão alargada de televisão no cinema

Menção Honrosa: O "nenuco" de American Sniper

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 22:31
link do post | comentar | partilhar

tomhardy5-xlarge.jpg

Depois das pistas dadas pela imprensa francesa que apontava a presença de Christopher Nolan (The Dark Knight, Interstellar) na região de Dunquerque, Norte de França, tal foi hoje confirmado pela Variety. A fonte ainda adiantou novidades acerca do projecto que será intitulado de Dunkirk, um thriller bélico.

 

Como já havia sido publicado na imprensa francesa, Nolan irá adaptar um dos episódios mais importantes da Segunda Guerra Mundial, a Operação Dínamo, o qual se evacuou mais de 300 mil tropas aliadas, entre 26 de Maio e 4 de Junho de 1940, das forças nazis que invadiam entretanto a França.

 

A Variety publicou, em exclusivo, que o actor Tom Hardy (Mad Max: Fury Road) está em negociações para integrar o elenco, o mesmo afirmou com Mark Rylance (Bridge of Spies) e Kenneth Branagh (Jack Ryan: Shadow Recruit).

 

Segundo o IMDB, Dunkirk tem estreia prevista em 2017. 

 

 

Ver também

O novo filme de Christopher Nolan decorrerá na Segunda Guerra Mundial?

Christopher Nolan tem novo projecto, quem o diz é Michael Caine!

Memento vai contar com um remake!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 20:23
link do post | comentar | partilhar

doctorstrangeheader.jpg

A Entertainment Weekly divulga o primeiro vislumbre de Doctor Strange, o próximo herói da Marvel a integrar a equipa The Avengers. O personagem que foi criado pela primeira vez em 1963, por Stan Lee e Steve Dikt, contará com um filme a solo dirigido por Scott DerricksonDoctor Strange será interpretado por Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação).

 

Com estreia prevista para Novembro do próximo ano, o filme remeterá nos à origem deste herói, Dr. Stephen Strange, um neurocirurgião que após um acidente fica com ambas mãos inutilizadas. Na sua tremenda busca por uma cura, descobre o poder da magia, tornando-se num mestre nesta arte, enfrentando assim os mais temíveis inimigos.

 

Escrito por Jon Spaihts (Prometheus), Joshua Oppenheimer e Thomas Dean Donnelly (Sahara), Doctor Strange conta ainda com as prestações de Rachel McAdams, Mads Mikkelsen, Scott Adkins, Chiwetel Ejiofor e Tilda Swinton.

 

Vale a pena recordar que Tom Hardy, Joaquin Phoenix, Jared Leto e até Keanu Reeves estiveram cotados para o papel.

                                                             

doctor-is-in-ew-008.jpg

mystery-room-strange-008.jpg

Mystical-Strange-005-EW.jpg

Mystical-hands-strange-009.jpg

Mystery-Strange-EW-001.jpg

 

Ler Críticas Relacionadas

The Amazing Spider-Man (2012)

The Amazing Spider-Man 2 (2014)

Spider-Man 2 (2004)

Spider-Man 3 (2007)

Guardians of the Galaxy (2014)

Iron Man (2008)

Iron Man 2 (2010)

Iron Man 3 (2013)

Hulk (2003)

The Incredible Hulk (2008)

Thor (2011)

Thor: The Dark World (2013)

Captain America: The First Avenger (2011)

Captain America: The Winter Soldier (2014)

The Avengers (2012)

The Avengers: Age of Ultron (2015)

 

Ver Também

Top 5: Marvel Cinematic Universe

Vejam o trailer internacional de Captain America: Civil War!

Cate Blanchett poderá participar em Thor 3!

A Guerra começou! Trailer de Captain America: Civil War disponível!!

Hulk é o convidado especial de Thor 3!

The Avengers: Infinity Wars poderá custar mil milhões aos cofres da Marvel / Disney!

Thor: Ragnarok tem possível realizador!

Serão estas as equipas de Captain America: Civil War?

Marisa Tomei será a tia May no próximo Homem-Aranha!

Conheçam o actor que vai ser o novo Spider-Man!

Mais actores (e personagens) em Captain America: Civil War!

Martin Freeman junta-se a Captain America: Civil War!

Realizador de The Cabin in the Woods em negociações para dirigir o novo Spider-Man!

Spider-Man junta-se aos The Avengers!

Al Pacino num filme da Marvel?

James Gunn considera os Universos Partilhados como um risco de produção!

Daniel Bruhl em Captain America: Civil War

Marvel revela títulos, datas e novidades de próximos filmes!

Doctor Strange vai ser interpretado por Benedict Cumberbatch

Robert Downey Jr. no terceiro filme de Capitão América!

Wesley Snipes será novamente Blade!

Josh Brolin será Thanos, o grande vilão da Marvel!

Sebastian Stan desvaloriza confronto entre Marvel e DC Comics!

 

 Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 15:41
link do post | comentar | partilhar

27.12.15

ew-ac-2.jpg

A Entertainment Weekly divulgou uma nova imagem de Assassin's Creed, a adaptação do famoso videojogo da Ubisoft, que fora lançado em 2007 e que conta actualmente com várias sequelas. Na imagem é possível vislumbrar Michael Fassbender como Callum Lynch e  a actriz Arian Labed (The Lobster[ler crítica]).

 

O filme contará com realização de Justin Kurzel, o responsável pela nova versão da imortalizada peça de William Shakespeare, Macbeth [ler crítica], e ainda os desempenhos de  Marion Cottilard, Michael Kenneth Williams, Brendan Gleeson e Jeremy Irons.

 

A intriga de Assassin's Creed remete-nos a Callum Lynch, um homem sequestrado e submetido a uma experiência cientifica relacionado com a memória genética. Durante este processo, Lynch descobre que é descendente de um respeitado membro do "Clãs dos Assassinos", do século XXII.

 

Assassin's Creed está agendado chegar aos cinemas em Dezembro de 2016.

 

 

Ver Também

Jeremy Irons e Brendan Gleeson em Assassin's Creed!

Primeira imagem de Assassin's Creed!

Versão cinematográfica de Assassin's Creed encontra os seus protagonistas!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 17:32
link do post | comentar | partilhar

26.12.15

TDKR_1.jpg

Há uns dias atrás, Michael Caine havia revelado durante uma entrevista à The Hollywood Reporter que Christopher Nolan preparava um novo projecto. A IMDB, a base de dados mais completa de Cinema, coloca o novo filme do realizador de Interstelar [ler crítica] e The Dark Knight [ler crítica] com agenda marcada para 2017 e segundo a imprensa francesa, essa obra será a transposição de um dos episódios mais importantes da Segunda Guerra Mundial.

 

Seguindo essas mesmas fontes, Nolan encontra-se em Dunquerque, uma cidade portuária ao Norte da França, para adaptar a Operação Dínamo, a evacuação de mais de 300 mil tropas aliadas, entre 26 de Maio e 4 de Junho de 1940, das forças nazis que invadiam entretanto a França.

 

Contudo, não existe confirmação por parte do estúdio nem do realizador acerca deste projecto.

 

 

Ver também

Christopher Nolan tem novo projecto, quem o diz é Michael Caine!

Memento vai contar com um remake!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 17:56
link do post | comentar | partilhar

25.12.15

1439302193.jpg

Nem na época natalícia Deadpool deixa-nos descansados! O célebre anti-herói da Marvel divulga um novo trailer do seu primeiro filme a solo, que tem estreia já em Fevereiro de 2016. O actor Ryan Reynolds desempenhará o papel, pela segunda vez desde X-Men Origins: Wolverine.  

 

O enredo do filme remetera-nos às origens desta popular personagem, que seguimos as aventuras e desventuras do especialista das Operações Especiais, Wade Wilson (Reynolds), que após ter sido submetido a experiências, adquire uma habilidade de recuperação única. Agora, convertido em Deadpool(o seu alter-ego), decide perseguir o homem que quase lhe destruiu a vida.

 

Morena Baccarin, Gina Carano, T.J. Miller, Ed Skrein e Andre Tricoteux como Colossus, completam o elenco desta obra realizada pelo estreante Tim Miller.

 

 

Ler Críticas

X-Men (2000) 

X-Men: The Last Stand (2006

X-Men Origins: Wolverine (2009) 

X-Men: First Class (2011)

Wolverine (2013)

X-Men: Days of Future Past (2014)

 

Ver também

Primeiro trailer de X-Men: Apocalypse!

Primeiro poster de X-Men: Apocalypse!

Deadpool! O trailer já cá canta!

Ansiosos pelo trailer de Deadpool? Então assistem à antevisão!

Reveladas três novas imagens de Deadpool!

X-Men: Apocalypse, novas imagens revelam aspecto do grande vilão!

Comic-Con 2015: o primeiro vislumbre do Deus mutante, Apocalypse!

Realizador do Planeta dos Macacos vai dirigir Gambit, com Channing Tatum!

Imaginem só, quem decidiu fazer-nos uma visita!

Primeira imagem de Deadpool!

Gina Carano no elenco de Deadpool!

Três novos actores no elenco de X-Men: Apocalypse

Agendado spin-off de Gambit, com Channing Tatum!

Channing Tatum será Gambit no próximo X-Men

Ryan Reynolds será novamente Deadpool!

Oscar Isaac será Apocalypse em novo filme de X-Men!

Channing Tatum será Gambit no próximo X-Men

Mystique poderá ter filme a solo!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 13:27
link do post | comentar | partilhar

24.12.15

GAC_Gremlins.jpg

 ... Um Feliz Natal na Companhia da Vossa Família e de Bons Filmes!

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 19:05
link do post | comentar | partilhar

image002.png

The Avengers: Age of Ultron [ler crítica], um dos maiores êxitos de 2015, será a grande estreia de Natal para TVCine1.Trata-se do último filme da fase 2 da Marvel, onde os heróis mais populares do cinema; Iron Man (Robert Downey Jr.), Capitão América (Chris Evans), Hulk (Mark Ruffalo), Thor (Chris Hemmsworth), entre outros, terão que reunir para impedir os panos maquiavélicos do megalómano Ultron (com voz de James Spader). Age of Ultron foi também o último trabalho de Joss Whedon para o estúdio, resultando num filme que não deixará nenhum fã desiludido, mas mesmo assim, demasiado atribulado para o seu equilíbrio narrativo.

 

The Avengers: Age of Ultron poderá ser visto no dia 25 de Dezembro, pelas 21h30, no primeiro canal da TVCine, agora com sinal aberto.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 15:22
link do post | comentar | partilhar

Snoopy e Charlie Brown - Peanuts o Filme.jpg

Era uma vez … um rapaz e o seu cão!

 

The Peanuts Movie confirma a nossa ligação com o passado, expondo um elo dificilmente corrompido com as memórias que nos afrontam. Esta animação, que se disfarça com um grafismo tridimensional, funciona como uma agradável antologia às criações de Charles M. Schulz, um universo de BD que originou uma série de animação e ainda longas-metragens povoadas por personagens caricatas, entre elas destaca-se obviamente Charlie Brown, um miúdo inseguro e de tendências existencialistas sempre acompanhado pelo seu fiel cão - Snoopy - que constantemente recorre à sua fértil imaginação. É um universo onde as crianças tomam o seu lugar como seres verdadeiramente personalizados e onde os adultos são de uma inexistência fisiológica, onde as respectivas presenças são confirmadas somente pelos seus sons mecanizados.

 

peanuts-movie-cast.jpg

 

Um legado que concentra nalgumas personagens chave que a BD norte-americana preservou nos últimos anos, servindo de homenagem nesta animação da 20th Century Fox (com direcção de Steve Martino, um homem ligado a outros produtos animados do estúdio como o quarto Ice Age e Horton Hears a Who), que tem a proeza de causar espanto e ternura para os mais novos e fidelidade memorial para com os mais graúdos. Todo o filme opera como um tributo nesse sentido, intercalando com a nova animação e momentos inteiramente dilacerados das páginas de quadradinhos.

 

peanuts-movie.jpg

 

Para complementar a fórmula junta-se uma mensagem simples mas eficaz, sequências de humor slapstick e muitas … muitas referências, não ao produto homenageado mas a outras influências culturais, como livros, filmes, factos históricos e até música, cúmplices em prol do funcionamento da desculpa argumentativa. Uma desculpa, que tão bem nos rendemos para usufruir deste irresistível convite. Afinal os nosso heróis passados estão vivos, respirando nova vida e simultaneamente preservando a sua herança. Sim, vale a pena espreitar a vida secreta de Charlie Brown e companhia, e muito mais, deixarmo-nos levar pelos seus encantos.

 

"The whole world seems to be conspiring against me. I'm just asking for a little help for once in my life."

 

Real.: Steve Martino / Int.: Noah Schnapp, Bill Melendez, Hadley Belle Miller

 

peanuts-movie-theater.jpg

 

6/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 14:24
link do post | comentar | partilhar

23.12.15

InfernoBanner.jpg

A Sony Pictures divulgou as primeiras imagens de Inferno, a terceira adaptação de um bestseller de Dan Brown, que conta novamente com Tom Hank como protagonista e a direcção de Ron Howard (Código Da Vinci, No Coração do Mar).

 

Com um argumento da autoria de David Koepp e produzido por Brian Gazer, Inferno remete-nos a Robert Langdon (Hanks), um conceituado simbologista, que acorda misteriosamente num hospital italiano sob o efeito de amnésia. Mesmo assim ele criará uma aliança com uma médica (Felicity Jones) para impedir que um maníaco lance uma temível praga, tendo como base o livro A Comédia Divina, a viagem formidável de Dante aos nove círculos do Inferno.

 

Ben Foster, Omar Sy, Irrfan Khan e Ana Ularu completam o elenco. Inferno tem estreia prevista para Outubro de 2016.

 

b2gcvxb.jpg

ypwpkl7.jpg

rgwjtli.jpg

 

Ver também

Ben Foster poderá ser vilão de Inferno, de Dan Brown?

Felicity Jones poderá integrar elenco de Inferno, de Dan Brown!

Inferno de Dan Brown com rodagem preparada!

Inferno de Dan Brown vai chegar aos cinemas!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 23:38
link do post | comentar | partilhar

23.12.15

Trumbo.jpg

 

Na lista negra!

 

Trumbo evoca um tipo de cinebiografia cujo foco não é a história da vida do visado, mas sim a reconstituição de um episódio particular que o famoso argumentista atravessou e "sobreviveu" numa América paranóica dos anos 50. Essa América, que se fechou a si mesma na sua própria ignorância, logo após a 2ª Guerra Mundial, entrou num dilema dicotómico; o gosto pelo conflito mas, ao mesmo tempo, o receio de integrar um novo. Nesses termos surge uma outra "fobia", o medo de uma "invasão interna" por qualquer outra força, seja militar ou idealista.

 

1439481711_Trumbo.jpg

 

O grande problema do novo filme de Jay Roach, um homem vindo directamente das comédias comerciais de estúdio, é o de nunca aprofundar esse retrato da época, embora seja suficientemente cuidadoso para inseri-lo na sua intriga, a qual - ainda assim - tenta a todo o custo desafiar a esquematização míope que o subgénero tem sido alvo. Dentro dessa mesma reconstituição, deparamo-nos com a luta de um homem para reaver o seu orgulho e prestígio no seu trabalho, isto num país que prometeu batalhar para um avanço social e politico, mas que o trai e o cataloga num livro negro, deitando por terra as suas hipóteses de triunfo profissional e pessoal.

 

1439302193.jpg

 

Esse homem é Dalton Trumbo, romancista e um dos guionistas mais cobiçados de Hollywood nos anos 30 e 40, aqui encarnado por um mímico, mas igualmente emancipador, Bryan Cranston (da série Breaking Bad), que transmite aqui uma figura aprisionada numa complexa teia conspirativa, um ambiente digno da "caça às bruxas" medieval. Neste vórtice que previsivelmente esboça a sua iminente queda para depois apresentar uma calorosa ascensão, o foco emocional encontra-se nas relações familiares e de amizade, afrontadas pela atribulada vida que Trumbo detém.

 

pic-from-trumbo-2015.png

 

Contudo, tal ênfase nunca é verdadeiramente invocada, até porque Jay Roach não possui o tempo de antena nem a gímnica para aprofundar as personagens secundárias e os seus subenredos. Uma dessas fraquezas lamentáveis é a composição leviana que a sua cônjuge, Cleo Trumbo (Diane Lane), manifesta, visto que o argumento tenta reforçá-la como um pilar no equilíbrio familiar. Apenas o protagonista consegue realçar a sua figura amenizada, e verdadeiramente, construí-la como uma personagem afável, viciante e arrojada. Nesse aspecto, é bem provável que Cranston consiga aqui a sua nomeação para o tão desejado prémio da Academia, mas todos nós sabemos que um filme não pode somente viver das suas "cabeças de cartaz".

 

1280x720-oW5.jpg

 

Dito isto, Trumbo é uma cinebiografia que não ostenta extravagâncias no seu registo. Previsivelmente, todo o fio narrativo condutor encontra-se sustentado a uma prestação, mas indiciado por uma temática obscura que merece, acima de tudo, uma exploração mais exaustiva. Aliás, todos nós sabemos, mesmo aqueles que tem por hábito acrescentar o misticismo nas produções, que Hollywood sempre foi e sempre será "cruel".

 

"I make crap films. You are way too good and too expensive to write for me."

 

Real.: Jay Roach / Int.: Bryan Cranston, Diane Lane, Helen Mirren, John Getz, Michael Stuhlbarg, Alan Tudyk, John Goodman

 

247.jpg

 

6/10

publicado por Hugo Gomes às 16:08
link do post | comentar | partilhar

251092.jpg

Fanny Ardant regressará a Portugal para filmar a sua nova longa-metragem, "E Atrás de Mim uma Gaiola Vazia" (Et Derrière Moi une Cage Vide).

 

A actriz e realizadora vai adaptar o romance "Le Divan de Staline" (inédito em Portugal), da autoria de Jean-Daniel Baltassat, que leva-nos ao encontro de uma das personalidades incontornáveis da História Mundial, Josef Stalin. A obra segue uma perspectiva intimista e freudiana do ex-líder da União Soviética, acompanhando a sua infância até chegar à sua ascensão no poder. Gérard Depardieu vestirá a pele de Stalin.

 

Contando novamente com produção de Paulo Branco (Leopardo Filmes e da Alfama Films), "E Atrás de Mim uma Gaiola Vazia" será a terceira longa-metragem realizada por Ardant, e a segunda a ser rodada em Portugal. Recordamos Cadences Obstinées [ler crítica], com Asia Argento e Nuno Lopes no elenco, que foi filmado em Lisboa.  

 

Emmanuelle Seigner, Xavier Maly, François Challot, Tudor Istodor, Luna Piccoli-Truffaut e Alexis Maretti são os outros nomes do elenco. A direcção da fotografia estará a cargo de Renato Berta, que trabalhou com cineastas como Manoel de Oliveira, Alain Resnais e Eric Rohmer.

 

A rodagem decorrerá entre Janeiro e Fevereiro na região do Buçaco e em Cúria.

 

 

 

Ver Também

Benoît Jacquot filmará em Portugal uma obra baseada num livro do autor de Cosmopolis!

Anton Yelchin protagoniza filme rodado no Porto!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 15:47
link do post | comentar | partilhar

11875118_1007880092596925_2204135516599208531_o.jp

O novo filme de Star Wars [ler crítica] estreou demasiado tarde para a maioria das organizações críticas, que entretanto elegiam os seus melhores do ano. Porém, esta questão de agenda não impediu que a nova aventura de uma das sagas mais célebres do cinema pudesse integrar as cédulas de votação da Broadcast Film Critics Association (Critic's Choice Awards). Uma situação bastante normal se não o facto destas ditas votações já terem sido fechadas.

 

Star Wars: The Force Awakens entrou directamente para a lista de nomeados para Melhor Filme, tornando-se no décimo primeiro candidato numa categoria que tem como costume integrar dez filmes. Esta decisão suscitou uma onda de reprovação, até mesmo pelos próprios membros que acusaram a entrada do filme como uma "manobra humilhante" para que a cerimónia de entrega dos prémios, que decorrerá no dia 17 de Janeiro, aumente as suas audiências.

 

Vários pedidos para a anulação desta nomeação têm surgido, mas o caso começou a adquirir proporções mais desconcertantes quando dois dos seus críticos - Eric Melin (Scene Stealers) e Scott Renshaw (Salt Lake City Weekly) - anunciaram a público as respectivas saídas da Sociedade.  

 

CW3LfxRUsAAD5rU.jpg

 

Ver Também

Carol e 45 Years lideram nomeações do London Film Critics' Circle!

Mad Max: Fury Road conquista Críticos Online!

Críticos da Washington DC votam Spotlight como Melhor Filme de 2015!

Spotlight é o filme favorito dos críticos de Los Angeles!

Spotlight é o Melhor Filme do Ano para os Críticos de Boston

Carol é o melhor filme do ano, segundo os Críticos de Nova Iorque!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 15:47
link do post | comentar | partilhar

fast-furious-7.jpg

O C7nema, um dos sites de cinema mais antigos de Portugal, divulgou uma lista pouco convencional de um final de ano cinematográfico. Ao invés dos habituais tops de melhores obras, o espaço revelou as 10 "banhadas", segundo os seus 10 colaboradores. O artigo começa com a definição do termo, que está ligado a profundas desilusões cinematográficas para seguir com o registo dessas infames obras.

 

O pouco consensual Youth [ler crítica], de Paolo Sorrentino, o sétimo filme da saga Fast & Furious e ainda o decepcionante retorno dos irmãos Wachowski, Jupiter Ascending [ler crítica], são alguns dos integrantes da lista.

 

Para aceder ao artigo, basta clicar aqui.

 

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 13:46
link do post | comentar | partilhar

22.12.15

5648390e255caddcb0cb8fbb8c5bec6c_L.jpg

 

Foi divulgado o primeiro trailer e poster de Everybody Wants Some, a sequela do filme de culto, Dazed and Confused (Juventude Inconsciente), de Richard Linklater (Boyhood [ler crítica]).

 

Blake Jenner, Ryan Guzman, Tyler Hoechlin, Wyatt Russell e Zoey Deutch vão estrelar este coming-to-age cujo titulo tem como base uma música de Van Halen, seguindo a tradição do seu antecessor que inspirava numa trilha de Led Zepelin. O filme seguirá uma equipa colegial de baseball que tentará livrar das responsabilidades anexadas à idade adulta.  

 

Vale a pena referir que Everybody Wants Some terá as honras de abrir o South by Southwest (SXSW),  um festival que reúne cinema, música e tecnologia em Austin, no estado de Texas (EUA), arrancará no dia 11 de Março e terminará a 15.

 

 

Ver Também

Richard Linklater abrirá SXSW 2016 com sequela de Dazed and Confused!

Sequela de Dazed and Confused chegará em 2016!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 18:12
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Trailer: Molly's Game, a ...

Estrela de American Honey...

Cate Blanchett e Eli Roth...

Anya Taylor-Joy no remake...

Trailer de The Florida Pr...

The Dark Tower (2017)

Luc Besson saturado de fi...

"Cinepescadas" #6

Une Vie (2016)

Annabelle: Creation (2017...

últ. comentários
Eu assisto filmes neste sitehttps://filmesonlinegr...
Good point there ... good point!
Junto-me a ti nesta batalha companheiro, também fi...
Parabéns, acho que todos nós muito a aprender com ...
Mesmo sem dar o feedback merecido (cada vez mais n...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO