23.7.15

18537577_D47n9.jpeg

Foi divulgado o primeiro trailer de Saul Fia (Son of Saul [ler crítica]), um dos filmes mais falados no último Festival de Cinema de Cannes.

 

Dirigido pelo estreante na realização Lászlo Nemes, Saul Fia revela-nos um outro olhar ao Holocausto, onde num campo de concentração um grupo de judeus é obrigado a efectuar trabalhos "sujos" ao serviços dos Nazis. No seio disto encontramos Saul (Géza Röhrig), que tal como os seus "colegas" pretende sobreviver o máximo de tempo possível. Porém, um acontecimento vai marcá-lo para sempre, determinando-o a arriscar a sua própria vida pelo que julga ser o mais correcto a fazer.

 

Son of Saul ainda não tem data de estreia em Portugal.

 

 

Ver Também

Cannes: As 7 razões porque Saul Fia merece a Palma de Ouro!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 20:18
link do post | comentar | partilhar

motelx_motelx_2015_as_primeiras_novidades.png

O lendário produtor e realizador independente Roger Corman vai fazer uma "pequena" visita à capital portuguesa durante o mês de Setembro. Responsável por mais de 100 filmes de baixo-orçamento relembrados pela criatividade e pelo esforço produtivo, Corman será o convidado de honra da próxima edição do MOTELx - Festival Internacional de Cinema de Terror, a decorrer no Cinema São Jorge e Teatro Tivoli BBVA entre 8 a 13 de Setembro.

 

RogerCormanSharktopus1_0.jpg

 

Enquanto isso, The Visit, o novo filme de M. Night Shyamalan (The Sixth Sense, Signs), é um dos grandes destaques da programação (para além do filme de abertura), ao lado do muito elogiado Turbo Kid, de Anouk Whissell, uma co-produção neozelandesa e canadiana que nos remete às aventuras de um rapaz num futuro pós-apocalíptico, Yakuza Apocalypse: The Great War of the Underworld, um dos mais recentes filmes de Takashi Miike, uma curiosa combinação de máfia japonesa e vampiros que foi apresentado na última Quinzena de Realizadores, e The Invitation, de Karyn Kusama, que conta com os desempenhos de Logan Marshall-Green e Tammy Blanchard.

 

8l60-tp1-00088-copy.jpg

 

A secção Quarto Perdido, destinado à recuperação de "perdidas" obras da cinematografia portuguesa, terá o orgulho de apresentar dois filmes não vistos desde as suas respectivas estreias, A Caçada do Malhadeiro (1969), a primeira ficção do documentarista Quirino Simões, e Sinal Vermelho (1973), de Rafael Romero Marchent, um mistério envolto da morte de um disco-jóquei. Segundo a organização, com o intuito de incentivar a produção nacional, foi também atribuído um valor monetário maior ao galardão de Melhor Curta de Terror Portuguesa, agora designado por Prémio MOV MOTELx -Melhor Curta de Terror Portuguesa 2015 devido à nova parceria com o canal MOV. O prémio cresceu de 3.000 € para 5.000 €.

 

aramajapan_yakuza_apocalypse-image.jpg

 

Em paralelo com a programação habitual do Festival, o público poderá ainda assistir e participar no lançamento do Livro de Contos de Terror MOTELx com textos inéditos de Adolfo Luxúria Canibal ou Afonso Cruz, o workshop de caracterização dado pelo artista Dave Bonneywel (Hellboy: The Golden Army), a criação de bonecos ópticos de Bruno Caetano, que também apresentará a exposição "Os Monstros Clássicos do Terror” e na galeria Adamastor Studios na Avenida Da Liberdade ainda teremos a nosso dispor a mostra "House of Psychotic Women”.

 

Cinematograficamente Falando … estará a par de novidades que possam surgir do evento, enquanto isso para ter acesso a mais informações, ver aqui

 

faust-Brood-baby.jpg

 

 

Ver também

Novo filme de M. Night Shyamalan já tem trailer!

Takashi Miike em drama de causas humanitárias, enquanto isso, Yakuza Apocalypse!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 02:57
link do post | comentar | partilhar

22.7.15

spectre-tsr-poster1-1280jpg-8ae50f_1280w.jpg

Foi divulgado um novo trailer de Spectre, o vigésimo quarto filme da saga James Bond [007]. O título desta nova aventura tem como alusão uma organização fictícia criada pelo escritor Ian FlemingSpectre (Special Executive for Counter-intelligence, Terrorism, Revenge and Extortion), constantemente presente nos seus livros assim como as aparições cinematográficas, neste último caso surgiu na primeira aventura de James Bond, Dr. No (1962). É praticamente a “casa” dos grandes vilões do nosso agente.

 

Neste novo episódio da franquia, James Bond (Daniel Craig) seguirá uma pista do passado que o levará a um secreta organização terrorista. Enquanto isso, M (Ralph Fiennes) tenta combater forças politicas que tentam desmantelar a MI6. Naomie Harris, Ben WhishawChristoph WaltzAndrew Scott, Dave Bautista, Monica Bellucci, Jesper Christensen e Léa Seydoux completam o elenco.

 

O filme tem estreia marcada para 23 de Outubro no Reino Unido.

 

 

Ver Também

Top 10 - James Bond

Novo TV spot de Spectre, James Bond lida com organizações secretas!

Primeiro teaser trailer de 007: Spectre!

007 - Spectre, o primeiro poster!

Primeira imagem de Spectre, a nova aventura de 007!

Anunciado titulo e elenco do próximo 007!

Christoph Waltz em novo filme de James Bond!

Léa Seydoux no próximo filme de 007!

Confirmado: Sam Mendes vai voltar a dirigir James Bond!

Penélope Cruz: a próxima Bond Girl?

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 13:03
link do post | comentar | partilhar

22.7.15

5 Ás 7, Das.jpg

 

Um namoro à "francesa"!

 

Uma comédia romântica nova-iorquina que se poderia figurar nos velhos costumes desse estilo tipicamente norte-americano, se não fosse o facto deste tentar, a todo o custo, não pertencer ao mesmo leque. Não com isto, maioritariamente, insinuar que 5 to 7 é o novo "grito" do romance cómico, nem a redescoberta dos EUA aos códigos da Nouvelle Vague do outro lado do Oceano, como o protagonista parece depositar como prova do seu estado de espírito. Não, trata-se de todo os casos de um, mas um exemplar remendado por diferentes tonalidades que nos fazem inspirar, cativar e até mesmo apaixonar pelo platónico dos amores.

 

5-to-7.jpg

 

Conduzido por uma simplicidade vestida de seda, fina e reluzente, o novo trabalho de Victor Levin leva-nos ao encontro, literalmente dito, de um jovem novelista e de uma requintada mulher francesa, casada e progenitora de dois "rebentos". Um adultério descrito sob uma isenção de pecado, aliás, esta relação é ritualizada como uma espécie de aventura swing, comprometida e regida sob um numero de regras, entre elas a duração destes encontros amorosos, tal como o titulo sugere, perduram das 5 às 7 da tarde. O jovem e sempre talentoso Anton Yelchin preenche esse tratado ao lado da expressiva Bérénice Marlohe (que fora vista como uma das bond girls de Skyfall), e os dois completam-se numa ternura que parece evocar delicadeza para fora do ecrã.

 

5to7-Movie.jpg

 

A verdade é que Victor Levin soube criar uma química gestual no par, os seus rituais transcrevem como aspirações a alguns momentos dignos da vaga cinematográfica francesa e de alguns maneirismos destas adaptadas ao modelo quase citado por um Woody Allen. Poderia se afirmar que estamos perante no melhor de dois mundos, mas Das 5 às 7 é demasiado modesto para isso, uma modéstia de certa forma exemplar comparativamente com os seus congéneres produtivos.

 

sLlOdGv.jpg

 

Simpático e cinematograficamente romântico, a fita de Victor Levin só possui um problema que o condena desde o seu inicio, a vontade de seguir por uma analise à natureza das relações e constituir a analogia destas para com a sociedade ocidental, juras incumpridas que nos levam a um burlado choque cultural (onde os franceses são excessivamente vistos como espíritos livres e libertinos) e as cedências para a sua veia mais quixotesca, no teor romântico da palavra … é claro!

 

"Some of the best writing in New York won't be found in books, or movies, or plays, but on the benches of Central Park. Read the benches and you understand."

 

Real.: Victor Levin / Int.: Anton Yelchin, Bérénice Marlohe, Olivia Thirlby, Frank Langella, Glenn Close, Lambert Wilson

 

5to7FINAL.jpg

6/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 00:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

21.7.15

266ff42fd987877af1b9c17014c52ef2.png

Foi revelado o primeiro trailer completo de The Good Dinosaur, a próxima aposta da Pixar que apresentará um mundo alternativo, onde a colisão de uma asteróide, autor da extinção dos dinossauros, torna-se uma realidade paralela. Assim sendo, seguimos as aventuras de Arlo, um apatossauros, que após um trágico acontecimento que marcou a sua vida, inicia uma jornada de auto-descoberta ao lado de um rapaz humano.

 

Recordamos que The Good Dinosaur (outrora com o titulo de Dinosapiens) estava agendado para 2014 e sob a  direcção de Bob Peterson (um dos realizadores de Up - Altamente), mas cujas divergências artísticas o afastaram. John Lasseter, Lee Unkrich (Toy Story 3) e Mark Andrews (Brave) chegaram a tomar as rédeas do projecto, mas só Peter Sohn (da curta-metragem animada Partly Cloudy) o conseguiu definitivamente.

 

Enquanto isso, Raymond Ochoa, Jeffrey Wright, Steve Zahn, Frances McDormand, Anna Paquin, Sam Elliot e A.J. Buckley constituem o novo elenco vocal desta produção.

 

 

Ver Também

The Good Dinosaur: a nova aposta da Pixar com poster e trailer!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 22:51
link do post | comentar | partilhar

19.7.15

226645-620x400.jpeg

Foi revelado o trailer do filme Attack on Titan (Shingeki no Kyojin como titulo original), a adaptação de uma aclamada série de animação japonesa criada por Hajime Isayama, onde somos remetidos a um mundo alternativo em que os seres humanos encontram-se reduzidos a últimos redutos e ameaçados por colossais criaturas humanóides que se dão pelo nome de Titãs. O filme, que será dividido em duas partes, será dirigido por Shinji Higuchi (que também está anexado à versão da Toho Studio de Godzilla), sendo que o primeiro episodio está prevista estrear a dia 1 de Agosto em território nipónico e End of the World (o subtítulo da segunda parte), chegará a 19 de Setembro.

 

 

Ver Também

O primeiro vislumbre do filme Attack on Titan?

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 16:50
link do post | comentar | partilhar

18.7.15

Love & Mercy.jpg

"Good Vibrations"

 

Vale a pena dar graças pela forma como Love & Mercy se esquiva das formulas automatizadas da biografia musical. Não dizendo com isto que estamos perante uma obra transversal e completamente distinta de tudo aquilo que fora anteriormente criado, mas sim uma cinebiografia que aposta em fugir da convencionalidade da já datada narrativa temporal, assim sendo, explorando o intimo e a complexidade da figura que presta vénia. Bryan Wilson, cantor, compositor e produtor musical, o tão celebre e badalado membro da banda dos The Beach Boys, é o objecto de estudo nesta tremenda psicanálise emocional, mais do que somente explorar as ascensões e quedas a nível profissional, visto que a competitividade entre a banda californiana com os mediáticos The Beatles do outro lado do Oceano está longe de ser representado nesta obra de Bill Pohlad, a sua segunda direcção desde Old Explorers (1990).

 

Paul-Dano-far-right-as-Brian-Wilson-in-LOve-Mercy-

 

Com Love & Mercy temos os álbuns como marcos de ênfase dramática para a personagem principal, servindo de "bisturi" para a análise da natureza genial e louca de Wilson, tentando complementar essa veia musical com os vínculos amorosos, afectuosos e familiares que o unem e ao mesmo tempo o desfragmentam. A verdade, é se procuravam aqui algo da mesma classe que um Ray ou um Walk the Line sairão perfeitamente desapontados, tudo porque Love & Mercy é criativo, ostentado por uma diversificada objectividade narrativa, como é o caso das sequências de 16mm, todas elas ligadas aos anos 1965 a 1968, correspondente à fase de redescoberta de Bryan Wilson, dando uma sensação quase documental e demasiado longe da ficção televisiva.

 

loveandmercy2.jpg

 

Até nos desempenhos, o filme de Bill Pohlad tenta ir mais longe, ao invés de apresentar protótipos mimetizadas da figura homenageada, como é o caso das enésimas biografias musicais que abundam nas nossas salas, somos presenteados com o mesmo dispositivo utilizado por Todd Haynes em I'm Not There (a biografia de outra figura incontornável da música dos anos 60, Bob Dylan) o de preservação do espírito musical e a utilização deste como uma moldagem para os actores, e não o oposto. Assim não temos um actor que se adapta à figura, mas sim, uma figura que se adapta ao actor. Resultado: dois atores distintos que estabelecem diferentes faces da vida de Bryan Wilson, entre os quais, e a destacar, Paul Dano, talvez o mais subvalorizado dos atores norte-americanos da actualidade, que é visceral na transmissão de um confronto inerente entre corpo e espírito.

 

love-mercy03.jpg

Já que referimos desempenhos, vale a pena mencionar Paul Giamatti como o manipulador psicanalista e Elizabeth Banks, a demonstrar que é uma das actrizes mais desperdiçadas pela industria dos nossos dias. Juntos funcionam como notas estampadas em pauta, dando origem à mais doce das melodias, mas nada perto do lugar cativo situado ao lado da entidade divina que o protagonista parece diversas vezes procurar. Todavia, é nesse sentido que Love & Mercy parece transcender o prescrito modelo da cinebiografia musical, há todo nele uma busca por um Deus maior, uma metafísica aspirante que infelizmente parece ser representada por vias de signos cinematográficos já estabelecidos. Não é por menos que Love & Mercy tem uma das sequências copistas do 2001: Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick, onde só faltou mesmo o monólito. Mesmo assim, temos um dos mais criativos e sóbrios do seu género dos últimos anos.   

 

"I want you to leave, but I don't want you to leave me."

 

Real.: Bill Pohland / Int.: John Cusack, Paul Dano, Elizabeth Banks, Paul Giamatti, Jake Abel

 

love_and_mercy.jpg

7/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 08:57
link do post | comentar | partilhar

17.7.15

the_revenant.png

Foi revelado o primeiro teaser trailer do novo filme de Alejandro Gonzaléz Iñárritu (Amores Perros, Babel, Birdman), The Revenant, com Leonardo DiCaprio no principal papel.

 

Baseado num livro de Michael Punke, The Revenant segue a história de um caçador de peles do século XIX que fica debilitado após um ataque de um urso. Devido ao seu estado grave é assaltado por dois larápios que o mercê da sua sorte. O caçador sobrevive e recupera as suas forças, partindo agora numa jornada de vingança. 

 

Tom Hardy, Will Poulter e Domnhall Gleeson fazem também parte do elenco. Estreia no final do ano, talvez com vista para a temporada de prémios.

 

 

Ver Também

Primeiras imagens do próximo filme do realizador de Birdman!

Leonardo DiCaprio em thriller de Iñárritu

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 19:52
link do post | comentar | partilhar

image005.png

Neste domingo, dia 19 de Julho, pelas 21h30, será exibido Magic in the Moonlight (Magia ao Luar, [ler crítica] ),  um filme escrito e dirigido por Woody Allen que concentra na personagem de Colin Firth, um inglês que viaja para a França dos anos 30 para desvendar uma fraude, uma jovem que aclama comunicar com espíritos. Emma Stone, Eileen Atkins, Marcia Gay Harden, Hamish Linklater, Simon McBurney, Jacki Weaver, Erica Leerhsen, Catherine McCormack, Paul Ritter e Jeremy Shamos completam o elenco desta comédia típica do tão conhecido cineasta nova-iorquino.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 18:43
link do post | comentar | partilhar

ew-cover-1373-xmen_612x380.jpg

O Entertainment Weekly divulgou novas imagens de X-Men, Apocalypse. Neste mesmo conjunto é possível verificar o aspecto de Oscar Isaac como o vilão Apocalypse, Olivia Munn como a muito esperada Psylocke e a versão adolescente de Storm.

 

Bryan Singer regressa à franquia, assim como os actores Hugh Jackman, James McAvoy, Jennifer Lawrence, Evan Peters, Nicholas Hoult, Rose Byrne e Michael Fassbender, enquanto isso, Sophie Turner, Kodi Smit-McPhee, Ty Sheridan e Alexandra Shipp são as novas aquisições. X-Men: Apocalypse terá estreia prevista para Maio de 2016.   

 

ew-cover-1373-xmen.jpg

mcavoy-xmen-1373-ew.jpg

oscar-issac-1373-ew.jpg

fassbender-ew-1373.jpg

ew-1373-xmen-evan-peters.jpg

ew-1373-director-brian-singer.jpg

 

Ler Críticas

X-Men (2000) 

X-Men: The Last Stand (2006

X-Men Origins: Wolverine (2009) 

X-Men: First Class (2011)

Wolverine (2013)

X-Men: Days of Future Past (2014)

 

Ver também

Comic-Con 2015: o primeiro vislumbre do Deus mutante, Apocalypse!

Realizador do Planeta dos Macacos vai dirigir Gambit, com Channing Tatum!

Imaginem só, quem decidiu fazer-nos uma visita!

Primeira imagem de Deadpool!

Gina Carano no elenco de Deadpool!

Três novos actores no elenco de X-Men: Apocalypse

Agendado spin-off de Gambit, com Channing Tatum!

Channing Tatum será Gambit no próximo X-Men

Ryan Reynolds será novamente Deadpool!

Oscar Isaac será Apocalypse em novo filme de X-Men!

Channing Tatum será Gambit no próximo X-Men

Mystique poderá ter filme a solo!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 00:53
link do post | comentar | partilhar

16.7.15

Danny Collins - Nunca é Tarde.jpg

O mais outro "Nunca é Tarde"!

 

Depois do "deslize" … bem, diria antes … da grande "borrada" que foi Jack & Jill onde actuava ao lado do cómico Adam Sandler, o actor Al Pacino decidiu por fim reconciliar-se com o cinema através de um conjunto de filmes mais pessoais. Nesse leque encontramos The Humbling (A Humilhação), de Barry Levinson, Manglehorn, de David Gordon Green, e por último este Danny Collins, realizado pelo mesmo cineasta que escreveu o muito simpático Crazy Stupid Love (Amor Estúpido e Louco, ler crítica). Porém, esta história de redenção pessoal baseada na experiência do cantor folk Steve Tilston poderá ser o mais fraco do anterior leque de exemplares.

 

1401x788-dda510_a1ce21c60afa49a0b98d.JPG

Aqui, Pacino interpreta uma célebre estrela rock que sobrevive à conta de êxitos do passado e da sua imagem de marca. A sua vida altera-se por completo após descobrir uma carta escrita por John Lennon dirigida a si. Danny Collins é um veiculo para a sua "estrela", esse gigante da interpretação americana que brilha sob uma modéstia invejável, mas o filme em si é tudo menos modesto. Recorrendo aos mais variados lugares-comuns da "trip" emocional, esta é uma obra que tem como principal objectivo comover o espectador, mesmo que o faça perante uma filosofia de vida de pacotilha que evidencia claramente o já óbvio: Hollywood dificilmente nos presenteia com algo de novo, apenas formulas e clichés. Ainda assim, esta jornada algo insípida tem um grande mérito, o de não entediar profundamente, embora a sua previsibilidade a torne tudo menos algo memorável após o visionamento.

dannycollins620372.jpg

É sim uma obra que vale pelos seus actores (e atenção que não são todos), onde Al Pacino conduz a sua personagem com uma simplicidade natural, enquanto que Christopher Plummer é sempre um senhor digno de visitar, e Bobby Cannavale esforça-se em "nadar contra a sua própria maré". Isto porque calhou-lhe o mais indecifrável das personagens desta intriga. Em relação a elas, Annette Bening, que se encontra recentemente "desaparecida em combate", enche com alguma dedicação o grande ecrã, enquanto Jennifer Gardner, que mais valia estar quieta, é tudo menos credível. Danny Collins, que por cá recebeu o tão batido subtítulo de Nunca é Tarde (até nisso o filme é um cliché pegado), é resumidamente um trabalho pouco inspirado. É que John Lennon inspirou a personagem, mas não o filme.

 

"Some dinners are worth fighting for."

 

Real.: Dan Fogelman / Int.: Al Pacino, Christopher Plummer, Annette Bening, Bobby Cannavale, Jennifer Gardner

 

imagined.jpg

 

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 17:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

doclisboa2015.jpg

Mudanças e novidades foram algumas das promessas feitas na conferência de imprensa decorrida ontem, 15 de Julho, no âmbito do próximo Doclisboa - Festival Internacional de Cinema (22 de Outubro e 1 de Novembro). O festival estará presente na Culturgest, Cinema São Jorge, Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema, Cinema Ideal e no Cinema City Campo Pequeno.

 

Bambule.jpg

 

Tal como é habitual na programação daquele que já é considerado um dos maiores festivais do Mundo, o Doclisboa irá apostar na actualidade como foco de interesse para a sua mostra documental, e sob esses termos, a Grécia não poderia ser deixada de lado. Esta secção especial terá como principal objectivo visar o cinema praticado nesse país, ao mesmo tempo focando em questões geopolíticas e sociais, tudo isso demonstrado através de uma mostra que reúne clássicos como obras contemporâneas e actuais.

 

Underground_still.jpg

 

O cinema como uma poderosa arma de divulgação e luta pelos direitos pretendidos, esta é a temática da retrospectiva "I don't throw bombs, I make films" - Terrorismo, Representação”, que patenteará nas heranças ideológicas e a preservação destas, todas elas captadas com tamanha ferocidade através das câmaras. Nesta secção serão apresentados diversos filmes de lutas armadas completamente distintas, sendo que o Doclisboa orgulhosamente projectará alguns filmes inéditos em Portugal.  A retrospectiva conta com 19 sessões. Entre os filmes confirmados poderemos destacar 3000 Häuser (3000 Houses), de Hartmut Bitomsky e Holger Meins, Deutschland im Herbst (Germany in Autumn), que contou com realização de Rainer Werner Fassbinder, Colpire al Cuore (Blow to the Heart), de Gianni Amelio e Die Innere Sicherheit (The State I Am In), de Christian Petzold, o mesmo homem por detrás das ficções Barbara [ler crítica] e Phoenix [ler crítica].

 

Culpire_al_cuore_1.jpg

 

 

O jugoslavo documentarista Želimir Žilnik, estará presente em Portugal para apresentar uma retrospectiva dirigida à sua figura. Dotado de uma abordagem não-tradicional, Žilnik tornou-se num dos nomes mais proeminentes da chamada Onda Negra do cinema jugoslavo, cuja carreira é marcada por uma constante análise crítica às convenções politicas do seu país, mais concretamente nos anos 50, o qual a Jugoslávia atravessava uma transição político-social. Nos dias de hoje, a sua obra é vista como um dos importantes documentos de registo à essa determinada época. A retrospectiva terá parceria com a Cinemateca-Portuguesa Museu do Cinema.

 

on location_1968b.JPG

 

 

Quanto às mudanças. o Doclisboa revelou que nas Competições Internacionais e Nacionais, a separação entre curta e longa-metragem será abolida, visto que o papel de classificação de formatos e géneros tendo sido cada vez mais difícil, e de certa forma ingrata, e que a chamada "média-metragem" tem vindo gradualmente a ganhar terreno no panorama selectivo do festival. Porém, a Competição Primeira Obra continuará a ser transversal a varias secções do Doclisboa.

 

Zilnik-peq.png

 

 

A secção Riscos manifestará algumas alterações nesta edição, para além de continuar o seu papel na aposta de conteúdos urgentes e de valor histórico impensável, será nos dado um autor em foco em cada edição. Robert Gardner é o primeiro a ser reverenciado, um homem fundamental da história do cinema documental na sua relação com a Antropologia, que infelizmente desapareceu em 2014. Este programa será apresentado em colaboração com o Harvard Film Archive.

 

Robert-Gardner1cropped.jpg

 

Por fim, a organização anunciou o projecto Arché, um espaço dedicado ao público profissional que procura desenvolver as suas qualidades como autores e na criação de projectos cinematográficos. O projecto será composto por uma oficina de escrita e por uma oficina de visionamento e discussão de trabalhos em curso, para além de masterclasses, outros workshops e encontros individuais. Portugal e Espanha serão os países convidados. A participação é gratuita. Apesar das novidades, as anteriores secções do Doclisboa manterão (Heart Beat, Cinema de Urgência, Verdes Anos, Passagens e Doc Alliance).

 

RG-85lg.jpg

 

Ver Também

Doclisboa e Cinemateca apresentam antecipação da retrospectiva de Želimir Žilnik!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 14:01
link do post | comentar | partilhar

15.7.15

image003.png

Nesta sexta-feira, dia 17 de Julho (pelas 21h30), estreia absoluta no TVCine 1, o grande êxito de Godzilla (2014, ler crítica), dirigido por Gareth Edwards, o regresso de um dos monstros mais conhecidos no cinema ao grande ecrã. Com Aaron Taylor-Johnson, Elizabeth Olsen, Bryan Cranston e Ken Watanabe, Godzilla remete-nos a uma ameaça nuclear pronta a devastar a civilização como nós a conhecemos, a única força da Natureza capaz de abate-la é uma criatura há muito escondida nas profundezas do nosso Oceano - Godzilla - o famoso kaiju que surgiu pela primeira vez no cinema em 1954 [ler crítica], pelas mãos de Ishirô Honda, e que depressa proliferou em diversas outras obras, inclusive uma infame versão americana em 1998 [ler crítica].  

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 21:34
link do post | comentar | partilhar

eisenstein-in-guanajuato.jpg

O mais recente trabalho de Peter Greenway, Eisenstein in Guanajuato, que esteve presente no último Festival de Berlim, vai encerrar o certame do próximo Queer Lisboa 19 – Festival Internacional de Cinema Queer (18 a 26 de Setembro), tal como divulgado na conferência de imprensa que decorreu ontem, 14 de Julho, no Hotel Florida. O filme foca-se na ida do cineasta Serge Eisenstein ao México, durante as gravações do seu trabalho póstumo, Que Viva México (1979), e as suas vivências ao lado do guia turístico Jorge Palomino y Cañedo, o qual manteve uma relação.

 

Outras novidades reveladas durante a conferência foram a conversão da anterior secção Queer Art a Secção Competitiva e os anunciados workshops de Marc Siegel e Gustavo Vinagre. Na programação destaca-se ainda os filmes  Pauline s'arrache, de Émilie Brisavoine, apresentado em Cannes deste ano no ACID, e Videofilia (Y Otros Síndromes Virales, ler crítica), o vencedor do último Festival de Roterdão, uma obra experimental e verdadeiramente sensorial que explora a dependência do humanos à tecnologia e a queda das suas relações físicas.

 

Sangue Azul, do brasileiro Lírio Ferreira, presente no Festival de Berlim, foi o filme escolhido para abrir a primeira edição do primeira edição do Queer Porto – Festival Internacional de Cinema Queer, a decorrer no Teatro Municipal Rivoli, Maus Hábitos, Mala Voadora e Galeria Wrong Weather, entre os dias 7 a 10 de Outubro.  

 

 

 Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 14:08
link do post | comentar | partilhar

14.7.15

Fantastic_Four_poster_2.jpg

Foi divulgado um novo trailer do reboot de Fantastic Four (O Quarteto Fantástico), pelas mãos do realizador Josh Trank (Chronicle), com produção de Matthew Vaughn (X-Men: First Class). Miles Teller, Kate Mara, Michael B. Jordan e Jamie Bell compõem a nova versão da "velha" equipa de super-heróis da Marvel, acompanhados por Tim Blake Nelson, Reg E. Cathey e Toby Kebbell como o vilão, Dr. Doom. Estreia prevista para 6 de Agosto nos cinemas portugueses.

 

 

Ver Também

Vejam o trailer oficial de Fantastic Four, o reboot!

Um novo trailer do reboot de Fantastic Four!

Primeiro teaser trailer da nova versão de Fantastic Four!

Toby Kebbell é Dr. Doom no próximo filme de Fantastic Four

Quem será Doctor Doom do próximo Fantastic Four?

Reboot de Fantastic Four já tem elenco?

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 15:09
link do post | comentar | partilhar

13.7.15

joker-trailer-143943.jpg

Na Comic-Con, durante o painel da Warner Bros., foi revelado o primeiro trailer de Suicide Squad (Esquadrão Suicida),  uma das grandes apostas da DC Comics / Warner Bros., baseado numa série de banda desenhada em que um grupo de vilões, a fim de redimirem dos seus pecados, aceitam missões suicidas. David Ayer (End of Watch) é o realizador.

 

No elenco poderemos contar com Margot Robbie (Focus, The Wolf of Wall Street) como Harley Quinn, Jai Courtney (Divergent) como Boomerang, Will Smith (Focus) como Deadshoot, Cara Delevinge (Anna Karenina) como Enchantress, Jay Hernandez (Hostel), Joel Kinnaman (Robocop)como Rick Flagg, Adewale Akinnuoye-Agbaje (Thor: Dark  World) como Killer Croc e Viola Davis (The Disappearance of Eleonor Rigby). Mas a grande atracção continua a ser Jared Leto como o demente Joker. Estreia prevista para Agosto de 2016.

 

 

Ler Críticas Relacionadas

Man of Steel (2013)

Batman Begins (2005)

The Dark Knight (2008)

Batman: Gotham Knight (2008)

The Dark Knight Rises (2012)

 

Ver Também

Comic-Con 2015: Novo trailer de Batman V Superman: Dawn Of Justice

Ben Affleck irá protagonizar e dirigir novo filme de Batman!

Novas imagens de Batman V. Superman: Dawn of Justice!

James Wan, realizador de Velocidade Furiosa 7, assina Aquaman!

Primeira imagem do Esquadrão Suicida no filme Suicide Squad!

Oficial: Imagem de Jared Leto como Joker!

Dois novos posters de Batman V. Superman: Dawn of Justice!

Agora é oficial! O Trailer de Batman V. Superman: Dawn of Justice!

Primeira imagem de Jesse Eisenberg como Lex Luthor!

Joel Kinnaman em Suicide Squad (O Esquadrão Suicida)!

Primeira imagem de Jared Leto como Joker em Suicide Squad!

Batman V Superman dividido em dois filmes?

Confirmado: elenco de Suicide Squad!!

Filme da “Mulher Maravilha" com realizadora confirmada!

Jai Courtney poderá integrar elenco de Suicide Squad!

Escolhida a Harley Quinn para o filme do The Suicide Squad!

Jared Leto poderá ser Joker?

Prequela de Man of Steel poderá chegar ao pequeno ecrã?

The Flash chegará aos cinemas em 2018!

Dwayne "The Rock" Johnson é vilão da DC Comics!

Warner Bros. afasta-se de super-heróis cómicos!

Dwayne "The Rock" Johnson na DC Comics?

Primeira imagem da Mulher Maravilha!

Mais uma imagem oficial de Ben Affleck como Batman!

Dwayne "The Rock" Johnson na DC Comics?

Primeira imagem oficial de Batman V Superman: Dawn of Justice

Jason Momoa é Aquaman em Batman V Superman: Dawn of Justice

Batman Vs Superman recebe titulo e logótipo

Sebastian Stan desvaloriza confronto entre Marvel e DC Comics!

Zack Snyder revela primeira foto de Batman e Batmobile

A Liga da Justiça a caminho ...

Habemos Wonder Woman!!

Comic-Con: Superman e Batman irão partilhar ecrã

O início de Superman e os projectos de DC Comics

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 21:45
link do post | comentar | partilhar

G.W. Pabst.jpg

A Cinemateca-Portuguesa Museu do Cinema propõe ao público a oportunidade de conhecer o cineasta alemão G.W. Pabst (Georg Wilhelm Pabst), conhecido na História de Cinema como o realizador do célebre clássico do cinema mudo, Die Buchse der Pandora (A Boceta de Pandora), com Louise Brooks. Porém, o conceituado critico e investigador Olaf Möller estará presente na Cinemateca para dar a conhecer uma outra faceta deste autor e provavelmente realçar a sua relevância no panorama cinematográfico da época. Entre 13 a 17 de Julho serão exibidos cinco obras pouco conhecidas de Pabst, assim como a intervenção de Möller que falará sobre cada uma delas ao longo deste ciclo inserido na secção Histórias do Cinema. As sessões-conferência decorrerão na Sala Luís de Pina, sempre às 18h.

 

Abwege.jpg

 

Quanto aos filmes a serem projectados, o ciclo Histórias do Cinema: Olaf Möller / G.W. Pabst, arrancará hoje, dia 13 de Julho, com Abwege (Crise, 1928), um trabalho alicerçado sob uma controversa temática para a sua altura, esta obra filmada logo antes das duas conhecidas obras-primas de Pabst (Das Tagebuch Einer Verlorenen e Die Buchse der Pandora), remete-nos à frustração sexual de uma mulher que procura em novos homens, a atenção e o carinho que o seu marido é incapaz de lhe oferecer. No dia seguinte, 14 de Julho, chega-nos Die Herrin Von Atlantis (Atlântida, 1932), a aventura em busca do homónimo continente perdido, realçado com espantosos cenário oníricos que expõem a sua vincada veia expressionista.

Das Bekenntnis Der Ina Kahr.jpg

 

O único filme americano do cineasta, A Modern Hero (Herói Moderno, 1934), será exibido no dia seguinte, 15 de Julho. Trata-se da adaptação de do best-seller de Louis Bromfield, cujo enredo segue a ascensão e queda de um emigrante chegado à América que se torna num poderoso magnata. A co-produção italo-francesa, La Maison Du Silence (A Casa do Silêncio, 1952), segue no dia 16, e por fim (dia 17), Das Bekenntnis Der Ina Kahr (As Confissões de Ina Kahr, 1954), um filme esquecido mas não sendo por isso merecedor de ser desprezado. Sendo um dos últimos trabalhos de Pabst, este melodrama apresenta a história de uma mulher que deprimida pelas traições do marido, planeia a morte de ambos por envenenamento, porém, só ele morre. Mais tarde, ela é julgada por homicídio. Projectado pela primeira vez na Cinemateca-Portuguesa.

 

Para mais informação sobre o ciclo e os respectivos filmes, ver aqui.

 

Pabst e Arnold Schwarzenegger.jpg

 Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 11:00
link do post | comentar | partilhar

CN_minedsoil_1.jpg

O português Mined Soil, de Filipa César, saiu como o grande vencedor do 23º Curtas Vila do Conde, numa edição que arrancou com a antestreia nacional da tão antecipada obra de Miguel Gomes, As Mil e uma Noites. A história do combatente e agrónomo guineense Amílcar Cabral adaptado pela cineasta César conquistou assim o Grande Prémio Cidade Vila do Conde, o expoente máximo da Competição Internacional, enquanto isso, Maria do Mar, de João Rosas, deslumbrou na competição nacional. Destaque para a secção Take One!, dedicada a filmes de escola, onde a curta-metragem de Joana Sousa, Bétail, foi a grande vencedora e Sala Vazia, de Afonso Mota, ficou-se por uma Menção Honrosa. A curta-metragem Kung Fury, do sueco David Sandberg, foi duplamente distinguido (Prémio de Curta Europeia, Prémio de Público da Competição Internacional), o mesmo sucedeu com Amélia e Duarte, de Alice Eça Guimarães e Mónica Santos (Prémio Canal Plus e Prémio de Público da Competição Nacional).

 

 

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Grande Prémio Cidade Vila do Conde

Mined Soil, de Filipa César

 

Melhor Ficção

Beach Week, de David Raboy

 

Melhor Documentário

Bear, de Pascal Flörks

 

Melhor Animação

Mynarski chute mortelle, de Matthew Rankin

 

Melhor Curta Europeia

Kung Fury, de David Sandberg

 

Prémio do Público

Kung Fury, de David Sandberg

 

 

COMPETIÇÃO NACIONAL

Melhor Filme

Maria do Mar, de João Rosas

 

Melhor Realizador

Margarida Lucas, por Rampa

 

Prémio Canal Plus

Amélia e Duarte, de Alice Eça Guimarães e Mónica Santos

 

Prémio do Público

Amélia e Duarte, de Alice Eça Guimarães e Mónica Santos

 

Competição Experimental

The Dent, de Basim Magdy

Competição Videos Musicais

Movin’ Up dos X-Wife, realização de André Tentúgal

 

Prémio Curtinhas

The Present, de Jacob Frey

 

 

Prémio Take One!

Bétail, de Joana de Sousa

 

Menção Honrosa

Sala Vazia, de Afonso Mota

 

 

Ver Também

A 23ª Edição do Curtas Vila Do Conde arranca hoje com antestreia de As Mil e Uma Noites!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 07:32
link do post | comentar | partilhar

12.7.15

temp5464.jpg

Durante o painel da Twenthy Century Fox, no Comic-Con San Diego, foi divulgado o primeiro poster do próximo filme do franchising de X-Men, Apocalypse. Neste mesmo cartaz é possível vislumbrar a escola especial de mutantes, gerida pelo Prof. Xavier, em chamas e ruínas, estampado na face de Apocalypse, o grande vilão do filme, que será interpretado pelo actor Oscar Isaac (Inside Llewyn Davis).

 

Esta personagem antagonista [Apocalypse], cujo verdadeiro nome é En Sabah Nur (que significa numa língua ancestral como "o primeiro"),  foi criada por Louise Simonson e Jackson Guice e integrado na série de BD X-Men em 1986. É o mais puro dos mutantes e provavelmente a maior ameaça destes e da Humanidade. O primeiro vislumbre deste ser enigmático e tenebroso no cinema deu-se com a cena pós-créditos de X-Men: Days of a Future Past, o qual víamos um jovem Apocalypse (aqui interpretado por Brendan Pedder) a ser venerado como um Deus egípcio tratasse.

 

Bryan Singer regressa à franquia, assim como os actores James McAvoy, Jennifer Lawrence, Evan Peters, Nicholas Hoult e Michael Fassbender, enquanto isso, Sophie Turner, Olivia Munn, Ty Sheridan e Alexandra Shipp são as novas aquisições. X-Men: Apocalypse terá estreia prevista para Maio de 2016.   

 

 

Ler Críticas

X-Men (2000) 

X-Men: The Last Stand (2006

X-Men Origins: Wolverine (2009) 

X-Men: First Class (2011)

Wolverine (2013)

X-Men: Days of Future Past (2014)

 

Ver também

Realizador do Planeta dos Macacos vai dirigir Gambit, com Channing Tatum!

Imaginem só, quem decidiu fazer-nos uma visita!

Primeira imagem de Deadpool!

Gina Carano no elenco de Deadpool!

Três novos actores no elenco de X-Men: Apocalypse

Agendado spin-off de Gambit, com Channing Tatum!

Channing Tatum será Gambit no próximo X-Men

Ryan Reynolds será novamente Deadpool!

Oscar Isaac será Apocalypse em novo filme de X-Men!

Channing Tatum será Gambit no próximo X-Men

Mystique poderá ter filme a solo!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 20:39
link do post | comentar | partilhar

maxresdefault.jpg

Durante o painel da Warner Bros. no Comic-Con San Diego, foi divulgado o novo trailer do muito antecipado Batman V. Superman: Dawn of Justice. Novamente dirigido por Zack Snyder, o filme é uma sequela directa de Man of Steel e a antecipação da chegada cinematográfica da Liga da Justiça, que irá contar o regresso de Henry Cavill de ao papel de Superman e Ben Affleck como Batman. Jason Momoa desempenhará Aquaman, Gal Gadot como a "Mulher-Maravilha" e o resto do elenco será composto pelos actores Jeremy Irons, Holly Hunter, Amy Adams, Diane Lane e Laurence Fishburne. Estreia 24 de Março de 2016 em Portugal.

 

 

Ler Críticas Relacionadas

Man of Steel (2013)

Batman Begins (2005)

The Dark Knight (2008)

Batman: Gotham Knight (2008)

The Dark Knight Rises (2012)

 

Ver Também

Ben Affleck irá protagonizar e dirigir novo filme de Batman!

Novas imagens de Batman V. Superman: Dawn of Justice!

James Wan, realizador de Velocidade Furiosa 7, assina Aquaman!

Primeira imagem do Esquadrão Suicida no filme Suicide Squad!

Oficial: Imagem de Jared Leto como Joker!

Dois novos posters de Batman V. Superman: Dawn of Justice!

Agora é oficial! O Trailer de Batman V. Superman: Dawn of Justice!

Primeira imagem de Jesse Eisenberg como Lex Luthor!

Joel Kinnaman em Suicide Squad (O Esquadrão Suicida)!

Primeira imagem de Jared Leto como Joker em Suicide Squad!

Batman V Superman dividido em dois filmes?

Confirmado: elenco de Suicide Squad!!

Filme da “Mulher Maravilha" com realizadora confirmada!

Jai Courtney poderá integrar elenco de Suicide Squad!

Escolhida a Harley Quinn para o filme do The Suicide Squad!

Jared Leto poderá ser Joker?

Prequela de Man of Steel poderá chegar ao pequeno ecrã?

The Flash chegará aos cinemas em 2018!

Dwayne "The Rock" Johnson é vilão da DC Comics!

Warner Bros. afasta-se de super-heróis cómicos!

Dwayne "The Rock" Johnson na DC Comics?

Primeira imagem da Mulher Maravilha!

Mais uma imagem oficial de Ben Affleck como Batman!

Dwayne "The Rock" Johnson na DC Comics?

Primeira imagem oficial de Batman V Superman: Dawn of Justice

Jason Momoa é Aquaman em Batman V Superman: Dawn of Justice

Batman Vs Superman recebe titulo e logótipo

Sebastian Stan desvaloriza confronto entre Marvel e DC Comics!

Zack Snyder revela primeira foto de Batman e Batmobile

A Liga da Justiça a caminho ...

Habemos Wonder Woman!!

Comic-Con: Superman e Batman irão partilhar ecrã

O início de Superman e os projectos de DC Comics

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 08:38
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Trailer de Ghostland, o n...

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

Pinhead de regresso! Divu...

Primeiro vislumbre de Joh...

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO