31.1.15

015009.jpg

Animalidades amorosas! O impulso do cinema geracional!

 

Num hotel de luxo, dois funcionários vivem um amor desvairado, a harmonia encontrada entre ambos é inconstante, mas essa inconstância soa como uma anarquia em todo o estabelecimento. O hotel vê com maus olhos esta relação algo autodestrutiva.

 

317195.jpg

 

Em Love Steaks, de Jakob Lass, existe um impulso animalesco que o torna primariamente sedutor. Eis um filme que remete-nos à linguagem de uma nova geração de cineastas. Geração essa que nasceu com a proliferação dos videoclipes e da sua influência no cinema, também esta a geração que cresceu com a ousadia e o minimalismo das produções MTV. Mas Lass evidencia mais do que preguiça em ilustrar o retrato frenético e de cariz adolescente. Invés disso, filma uma história recorrente à química dos seus protagonistas, da bizarria dos seus comportamentos e da sua cumplicidade alienada. Mas apesar do toque, fica sempre longe dos lugares-comuns ou da tentação de se rever numa trama "mainstream".

 

725463.jpg

 

Love Steaks é uma panóplia de gestos, é o embate entre dois seres deslocados do seu meio ambiente, perdidos entre o rigor de um sistema estabelecido e libertinos na respectiva aura (quase soando como uma metáfora coming-of-age, embrulhado com um retrato social alusivo). Lana Cooper e Franz Rogowski expõem essa mesma química sem remorsos de pudor, sem timidez nem receio da eventual humilhação. As suas entregas interpretativas funcionam como combustão neste filme minimalista que procura ser o que todos pretendem: uma rebeldia adolescente evidente da qual não é possível fugir.

 

love-steaks-5.jpg

 

Porém, é curioso o interesse dado pelas suas personagens e a relação de ambos, tão inatural como "perfeito". Na verdade, tudo se resume a um golpe de sorte do seu realizador, Jakob Lass, que filma por instinto e usufrui de uma linguagem leve, revoltante aos modelos aristotélicos do cinema, ao mesmo tempo que aspira os códigos do espírito jovem. Um exercício de dinamismo e aptidão.

 

Filme visualizado no KINO – Mostra de Cinema de Expressão Alemã 2015

 

Real.: Jakob Lass / Int.: Lana Cooper, Franz Rogowski

 

love-steaks.jpg

 

6/10
tags: , ,

publicado por Hugo Gomes às 05:54
link do post | comentar | partilhar

30.1.15

Mikkel.jpg

Com a extensão da programação para MU.SA, Museu das Artes de Sintra, a quinta edição do Córtex – Festival de Curtas Metragens irá presentear o espectador com um vasto programa de actividades complementares, nomeadamente dois concertos musicais que tem a Dinamarca como matriz.

 

No dia 13 de Fevereiro, às 21h15, o músico dinamarquês radicado em Portugal, Mikkel Solnado, conhecido pelos temas “We Can Do Anything” ou “I Wanna Know You”, irá actuar naquele que é descrito pela organização, como um dos seus momentos mais intimista. Solnado partilhará com o público uma versão acústica do seus mais recentes trabalhos. Já no dia 14, pelas 17h a violinista Lilia Donkova e o acordeonista Gonçalo Pescada irão invocar a mestria e memória de um dos maiores nomes do cinema europeu, Carl Theodor Dreyer (A Paixão de Joana D'Arc), cujas imagens serão projectadas durante a sua actuação.  

 

Córtex – Festival de Curtas Metragens decorrerá também no Centro Cultural Olga Cadaval em Sintra, entre os dias 12 a 15 de Fevereiro, exibindo uma programação variada de curtas-metragens nacionais e internacionais. Este ano, o grande destaque será uma sessão dedicada aos trabalhos pelo cineasta dinamarquês Lars Von Trier enquanto estudante de cinema.

 

Ver Também

As origens de Lars Von Trier na 5ª edição do Córtex!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 22:47
link do post | comentar | partilhar

angelina_jolie320.jpg

Com uma estreia algo fria na realização em In the Land of Blood and Honey, retrato romantizado dos conflitos na Bósnia-Herzegovina, e mais recentemente, o êxito de Unbroken, a inspirada história de sobrevivência de Louis "Louie" Zamperini durante a Segunda Guerra Mundial, Angelina Jolie parece não querer largar a cadeira de realizadora. Há algum tempo foi revelado que se encontra a trabalhar num terceiro filme, By the Sea, protagonizado pela própria e pelo seu marido, Brad Pitt.

 

Segundo, The Wrap, Jolie prepara um quarto filme, Africa, que remeterá a história do arqueólogo Richard Leakey, celebre por ter defendido os elefantes dos caçadores no Quénia, em meados dos anos 80. A mesma fonte revela que Brad Pitt poderá protagonizar tal obra, cujo argumento será escrito pelo galardoado argumentista de Forrest Gump, Eric Roth.

 

"Sinto uma profunda ligação com África e a sua cultura na minha vida, e por isso fui seduzida pelo maravilhoso argumento de Eric, sobre um homem arrastado para um conflito violento com caçadores de elefantes que emergiu numa compreensão mais profunda do pegada impressa pelo Homem e um profundo senso de responsabilidade para com o mundo envolto" aclamou a realizadora.

 

Ver Também

Unbroken (2014)

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 21:27
link do post | comentar | partilhar

divergent_insurgent_a_l.jpg

 

Já se encontra disponível online o tv spot de Insurgent, a sequela de Divergent, de Neil Burguer, que por sua vez é a adaptação do segundo livro da saga literária escrita por Veronica Roth, composto por três volumes (o ultimo, Allegiant, será dividido em dois filmes)Trata-se do tv spot criado no âmbito do evento desportivo Super Bowl, o mais assistido dos EUA, que será exibido este Domingo, dia 1 de Fevereiro. Neste universo imaginado somos levados a uma Chicago distópica, onde os humanos são divididos em fracções com intuito de evitar eventuais conflitos. Contudo existem certos indivíduos que possuem várias aptidões, assim correspondendo a múltiplas fracções.  Beatrice (Shailene Woodley) é um delas, uma considerada ameaça à sociedade que habita. Realizado po rRobert Schwentke (R.I.P.D., RED), Insurgent é composto por um elenco (para além da protagonista) formado por Theo James, Octavia Spencer, Jai Courtney, Ray Stevenson, Zoë Kravitz, Miles Teller, Ansel Elgort, Maggie Q, Mekhi Phifer, Naomi Watts e Kate Winslet. Estreia 26 de Março de 2015 em Portugal.

 

 

Ver Também

Divergent (2014)

Insurgent, a sequela de Divergent com novo trailer e poster!

Primeiro teaser trailer de Insurgent, sequela de Divergent!

Insurgent, sequela de Divergent dá sinais de vida (vejam os posters!)

Convergent será dividido em dois filmes!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 18:15
link do post | comentar | partilhar

--jXPo_ltn-O1VbBW2XDJNDqOBv-B3rWVL-0EgVbj1oDavmV8i

Arranca amanhã, dia 31 de Janeiro, a segunda edição do PLAY: Festival Internacional de Cinema Infantil & Juvenil de Lisboa, o qual poderemos contar com uma semana inteira de diversão e muito cinema direccionado para os mais novos, como também possível ser partilhado pelos mais graúdos. Depois de uma bem sucedida inauguração em 2014, o festival foi visto por mais de 6000 espectadores, o PLAY aposta numa programação mais ambiciosa, diversificada e especializada em alimentar o "bicho cinéfilo" dos mais jovens, ao mesmo tempo garantindo-o a entretenimento procurado. Serão apresentados mais de cem filmes, incluindo uma vasta gama de curtas-metragens, correspondentes aos quatro cantos do Mundo, divididos entre acção real e animação, todos eles de produção recente.

 

maxresdefault.jpg

 

O festival, tal como sucedera no ano passado, demonstra uma preocupação em especializar cada obra cinematográfica para as respectivas idades aconselhadas, de forma a alimentar o intelecto destas, assim como satisfazer as suas necessidades. Neste campo destaca-se curtas como a de Dice Tsutsumi e Robert Kondo, O Guardião da Barragem (The Dam Keeper), que se encontra entre os nomeados ao Óscar de Melhor curta-metragem de animação, o brasileiro Cabeça de Papelão (Quiá Rodrigues), o considerado Melhor Filme de Animação no Grande Prémio Cinema Brasil em 2013. Baseado num livro de João do Rio, esta pequena produção funciona com uma sátira à auto-estima e aos padrões instalados da sociedade que afectam as minorias e as singularidades individuais. A não perder, é a curta Uma Corrida (Beach Flags, Sarah Saidan), uma produção francesa que esboça uma jovem iraniana que compete na competição internacional de nadadora-salvadora na Austrália, um dos exemplos que evidencia a preocupação do festival em expor uma diversidade cultura e temática para as suas audiências.   

 

copito.jpg

 

O mesmo sucede com a mostra de longas-metragens, o PLAY exibirá três longas-metragens inéditas no nosso país, contando como sessão de abertura a produção espanhola Floco de Neve (Copito de Nieve, André G. Schaer), um misto de animação e acção que tem como base a real história do falecido gorila albino do Zoo de Barcelona, Floco de Neve. A co-produção dinamarquesa e sueca, Resan till Fjaderkungens Rike (Um Outro Mundo, Esben Toft Jacobsen), que esteve presente na secção Generations do Festival de Berlim do ano passado, nos remete uma história de procura pelos entes queridos em mundo fantásticos. E por fim, não menos importante, a produção checa O Tigre Azul (Modry Tygr, Petr Oukropec).

 

V25812_landscape_GE.jpg

 

Ateliers e masterclasses é que não faltará nesta segunda edição, entre os quais o de Criação de Marionetas que será coordenado por Georgina Hayns, supervisora criativa no laboratório de marionetas da Laika Films, tendo trabalhado anteriormente com o cineasta Tim Burton nos filmes The Corpse Bride e Mars Attack!. No âmbito da sua presença, o PLAY exibirá duas obras de êxito do estúdio Laika Filmes, estes são The Boxtrolls e Coraline. Os ateliês Ruidagem e Ver um Filme com o Argumentista regressarão para mais uma edição, o primeiro com o antropologista Pedro Sabino, um espaço de criação de sons para imagens existentes, e o segundo com o argumentista Vergilio Almeida que falará da sua obra, Papel de Natal (José Miguel Ribeiro). Por sua vez, o artista Nuno Bernardo conduzirá dois ateliês; Hoje vou Animar-me!, sobre as fases metamórficas que compõem um filme, e O Tempo aos Pedaços, um exercício de relacional entre tempo e narrativa.

 

PapelNatal.jpg

 

Para alimentar a veia mais cinéfila dos espectadores, o PLAY com parceria da Cinemateca-Portuguesa Museu do Cinema irá reconstituir uma sessão de cinema dos primeiros "passos" de vida da 7ªArte, pouco tempo depois da primeira sessão pública dos irmãos Lumiére, que decorreu num café de Paris no dia 28 de Dezembro de 1896. Em tributo ao nascimento do Cinema, esta sessão especial que decorrerá no Palácio da Foz, com acompanhamento de  piano, apresentará quatro filmes de teor "fantástico" que datam esses primórdios tempos, antecedidos por um reconstituição da mencionada primeira sessão. Os filmes seguintes são duas obras de George Méliès, o pai da narrativa cinematográfica (Cendrillon, À la Conquête du Pôle), e do menos conhecido, Segundo de Chómon (Excursion Dans la Lune, Le Grotte des Espirits). Encerra com a primeira curta-metragem de Charles Chaplin, Easy Street (Charlot na Rua da Paz).  

 

PLAY, Festival Internacional de Cinema Infantil & Juvenil de Lisboa acontecerá no Cinema de São Jorge nos dias 31 a 8 de Fevereiro. Para mais informação sobre a programação e actividades, ver aqui.

 

excursion-dans-la-lune-segundo-de-chomon1.jpg

 Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 15:10
link do post | comentar | partilhar

Ultron-Movie.png

Já se encontra disponível online o tv spot de The Avengers: Age of Ultron, a sequela do estrondoso êxito de 2012, e a aposta forte da Marvel Cinematic Universe, o qual terminará a Fase 2. Trata-se do tv spot criado no âmbito do evento desportivo Super Bowl, o mais assistido dos EUA, que será exibido este Domingo, dia 1 de Fevereiro. Joss Whedon regressa à realização como também ao argumento. Robert Downey Jr. (Iron Man), Mark Ruffallo (The Avengers), Chris Evans (Captain America: First Avenger), Chris Hemsworth (Thor), Jeremy Renner (The Avengers, The Hurt Locker), Samuel L. Jackson (The Avengers, Pulp Fiction), Scarlett Johansson (The Avengers, The Lost in Translation), Elizabeth Olsen (Martha Marcy May Marlene, Silent House), Aaron Taylor-Johnson (Kick-Ass), Andy Serkis (Dawn of the Planet of the Apes) e Thomas Kretschmann (King Kong, Wanted) integram o elenco. Desta vez a equipa de super-heróis irá enfrentar o temível andróide Ultron. O filme tem estreia prevista no dia 30 de Abril nos cinemas portugueses.

 

 

Ver Também

Guardians of the Galaxy (2014)

Iron Man (2008)

Iron Man 2 (2010)

Iron Man 3 (2013)

Hulk (2003)

The Incredible Hulk (2008)

Thor (2011)

Thor: The Dark World (2013)

Captain America: The First Avenger (2011)

Captain America: The Winter Soldier (2014)

The Avengers (2012)

The Avengers: Age of Ultron! Mais um novo trailer!

Vejam o primeiro trailer de Ant-Man!

Sem grandes rodeios, eis o novo poster de Ant-Man!

Al Pacino num filme da Marvel?

James Gunn considera os Universos Partilhados como um risco de produção!

Daniel Bruhl em Captain America: Civil War

Novo trailer de The Avengers: Age of Ultron

Marvel revela títulos, datas e novidades de próximos filmes!

Doctor Strange vai ser interpretado por Benedict Cumberbatch

The Avengers 2: O primeiro teaser trailer!

Robert Downey Jr. no terceiro filme de Capitão América!

Wesley Snipes será novamente Blade!

Primeira imagem de Paul Rudd como Ant-Man!

The Avengers: Age of Ultron, novas imagens reveladas!

Primeiro vislumbre de Ultron de The Avengers 2!

Josh Brolin será Thanos, o grande vilão da Marvel!

Sebastian Stan desvaloriza confronto entre Marvel e DC Comics!

Paul Bettany tem novo papel em The Avengers 2!

The Avengers 2 terá novo vilão!

Ant-Man adquire o seu primeiro poster!

Ant-Man tem novo realizador!

Edgar Wright abandona Ant-Man

O filme de Ant-Man tem nova data de estreia!

Já temos Ant-Man!

Joss Whedon regressa aos Vingadores!

Marvel - Novidades vindas directamente da Comic-Con

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 00:58
link do post | comentar | partilhar

29.1.15

kreuzweg.jpg

A mostra de 2015 do KINO – Mostra de Cinema de Expressão Alemã encerra amanhã, dia 30 de Janeiro, com a antestreia nacional de As Estações da Cruz (Kreuzweg), de Dietrich Brüggemann (sendo exibido no Cinema São Jorge, em Lisboa, pelas 21h). O filme centra em Maria, um adolescente de catorze anos que comporta-se como qualquer outro adolescente da sua idade se comportaria, mas em casa segue os ensinamentos da Irmandade Sacerdotal de Pio XII e a sua interpretação conservadora do catolicismo. Esta vida conservadora e rígida é imposta pela sua severa mãe, que tenta a todo o custo tornar a filha numa santa. Porém, Maria encontra-se dividida entre dois mundos, que embatem constantemente. Galardoado com o Urso de Prata para melhor argumento no Festival de Berlim, Kreuzweg  foi exibido em vários festivais como o Festival Internacional de Cinema da Noruega  ou o Festival Internacional de Cinema de Edimburgo, entre muitos outros.

 

 

Depois de Lisboa, a KINO seguirá para Coimbra de 3 a 5 de Fevereiro com mais filmes de língua alemã.

 

 

Ver Também

Das Finstere Tal (2014)

Die Geliebten Schwestern (2014)

Arranca Amanhã - KINO: Mostra de Cinema de Expressão Alemã 2015

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 20:18
link do post | comentar | partilhar

qNSsirf.jpg

Já se encontra disponível online o tv spot de Terminator: Genisys, o quinto filme do franchising iniciado em 1984 por James Cameron e que catapultou o actor Arnold Schwarzenegger para o estrelato. Trata-se do tvspot criado no âmbito do evento desportivo Super Bowl, o mais assistido dos EUA, que será exibido este Domingo, dia 1 de Fevereiro. Dirigido por Alan Taylor (Thor: The Dark World), Genisys será marcado pelo regresso de Schwarzenegger como Terminator, e das icónicas personagens de Sarah Connor (Emilia Clarke), Kyle Reese (Jai Courtney) e claro, John Connor (Jason Clarke). A história remeterá ao ano 2029, onde os humanos iniciaram uma terrível guerra contra as maquinas sob o controlo do sistema de inteligência artificial Skynet. John Connor é o líder da resistência humana e Kyle Reese o seu "braço direito". Jai Courtney, Emilia Clarke, Matt Smith, Jason Clarke, J.K. Simmons e Byung-hun Lee completam o elenco.  Estreia marcada para Julho de 2015.

 

 

Ver também

Divulgado primeiro trailer de Terminator: Genisys

Terminator Genisys tem primeiro poster!

Jai Courtney integra elenco do reboot de Terminator!

Jason Clarke no reboot de Terminator?

Terminator, The (1984)

Terminator Salvation (2009)

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 18:27
link do post | comentar | partilhar

ted-2-01.jpg

Foi revelado o primeiro trailer de Ted 2, a sequela do primeiro filme realizado por Seth McFarlane (criador da série Family Guy) para os cinemas, que foi um êxito de bilheteira, tendo rendido mais de 549 milhões de dólares em todo o Mundo. MacFarlane, dá a voz ao mal índole urso de peluche, que por vias de um desejo de uma ingénua criança ganha vida. Passado 30 anos, a anterior criança é agora um adulto (Mark Wahlberg) que tenta construir uma vida responsável e estável, ao contrário disso, Ted não possui o mesmo dilema de vida. Nesta segunda aventura, o urso de pelúcia terá que provar aos olhos da justiça norte-americana que é um ser humano. Amanda Seyfried, Morgan Freeman e Liam Neeson são as novas aquisições do elenco.Ted 2 chega aos cinemas portugueses em Junho.

 

 

Ver Também

Ted (2012)

A Million Ways To Die In The West (2014)

Ted 2 dá os primeiros sinais de vida!

Amanda Seyfried em Ted 2!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 18:06
link do post | comentar | partilhar

american-sniper.jpg

O Comité Árabe-Americano Anti-Discriminação (ADC, na sigla em inglês) enviou uma carta endereçada a Clint Eastwood e a Bradley Cooper, apelando a denúncia à “onda” de ódio que está a ser dirigida aos árabes e muçulmanos americanos, gerada pela estreia do filme American Sniper. Segundo o comité, os membros têm sido constantemente ameaçados, nomeadamente nas redes sociais, como se pode verificar numa das mensagens deixadas por um dos adeptos do filme, «finalmente um filme que retrata os muçulmanos como realmente são: vermes que apenas nos querem destruir».

 

A organização tem unido esforços com a polícia e com o FBI para identificar a origem das ditas ameaças, que apesar destas, não há registo de qualquer tipo de incidente que tenha relação com o filme. “Pensamos que podem realizar um relevante papel de apoio ao mostrar o perigo de que nós estamos expostos. Como também que os árabes são americanos e os muçulmanos também”, citação retirada da carta endereçada ao realizador e o actor. De momento a comité não recebeu nenhuma resposta vinda destes.

 

American Sniper é baseado na autobiografia de Chris Kyle, um  Navy Seal que torna-se numa perfeita máquina de matar, tendo mesmo o recorde de assassinatos a longa distância (160 a 255 disparos fatais), nos EUA. O filme tem sido um estrondoso êxito de bilheteira em território norte-americano, contudo, tem sido alvo de críticas que o acusam de branquear a imagem de Chris Kyle e de apresentar uma ideologia politica demasiado conservadora e republicana.

 

Ver Também

American Sniper (2014)

American Sniper quebra recordes de bilheteira nos EUA!

Estreia da Semana: American Sniper, um herói à americana!

Novo trailer de American Sniper!

Trailer de American Sniper, de Clint Eastwood

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 15:46
link do post | comentar | partilhar

3b3bc8e3c820ba143a94576932b6f29fd3c24.jpg

Estreia hoje, dia 29 de Janeiro, nos cinemas nacionais, The Theory of Everything (A Teoria de Tudo), uma história de amor e superação pessoal que nos remete a um dos maiores génios do nossos tempo, Stephen Hawkin, e a relação com a sua primeira mulher Jane Wilde Hawking, cuja história é baseada num livro da sua autoria, Travelling to Infinity – My Life with Stephen (Viagem ao Infinito: A extraordinária história de Jane e Stephen Hawking). Realizado por James Marsh (A Man on Wire), The Theory of Everything é um dos pesos-pesados nas nomeações aos Óscares, principalmente na categoria de Melhor Actor, visto que Eddie Redmayne foi consagrado com o Golden Globe de Melhor Actor Dramático com a sua elogiada personificação de Hawkings. Felicity Jones, Charlie Cox, Emily Watson, Simon McBurney, Christian McKay e David Thewlis completam o elenco.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 05:59
link do post | comentar | partilhar

28.1.15

bicicleta_still01_maria.jpg

A curta-metragem “Bicicleta”, realizado por Luís Vieira Campos e com um argumento do escritor Valter Hugo Mãe, será exibido em duas sessões, dia 29 e 30 de Janeiro, no Pequeno Auditório do Teatro Municipal Rivoli, Porto. Baseado no clássico de neo-realismo, "O Ladrão de Bicicletas" (Vittorio De Sicca, 1948), Bicicleta foi um projecto filmado integralmente no Bairro do Aleixo, no Porto, e com os respectivos habitantes a comporem o elenco.

 

Segundo Valter Hugo Mãe, o trabalho "parte do conceito de vizinhança e de família, a sobrevivência definida por princípios de alteridade que, no cenário de um bairro tão mitificado, ocorrerá com a naturalidade inevitável ao ser humano." A curta-metragem saiu vencedora no 22º Curtas Vila do Conde (Prémio TAP - Melhor Média - Metragem Nacional), no Arquiteturas Film Festival Lisboa (Best National Short Film - Fiction) e no 20º Festival Caminhos do Cinema Português (Melhor Curta-Metragem e Melhor Actriz Secundária), esta sua presença no Rivoli será marcada como o inicio de uma distribuição nacional através da rede alternativa de auditórios municipais e cineclubes.

 

A sessão, que ocorrerá pelas 22h00, será apresentada pelo sociólogo e professor universitário João Teixeira Lopes. No dia seguinte, 30 de Janeiro, a apresentação da segunda sessão ficará a cargo de Álvaro Domingues, geógrafo e professor universitário. O preço por cada sessão é de 3 euros.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 21:46
link do post | comentar | partilhar

clo_article_story_large.jpg

A cinebiografia de Saint Laurent, por Bertrand Bonello, parte como o grande favorito aos Prémios César 2015, prémios atribuídos pela Academia Francesa de Cinema, com um total de 10 nomeações, sendo seguido de perto por Les Combattants com 9 indicações. O nomeado ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, Timbuktu, obteve 8 menções e a outra cinebiografia do estilista, Yves Saint Laurent, de Jalil Lespert, arrecadou 7.

 

Curiosamente, o desempenho de Kristen Stewart em Sils Maria, de Olivier Assayas, ao lado de Juliette Binoche, valeu-lhe a nomeação para Melhor Actriz Secundária. Tendo sido uma das primeiras actrizes americanas nomeadas aos prémio de cinema francês em muitos anos.

 

Melhor Filme
Les Combattants, de Thomas Cailley
Eastern Boys, de Campillo
La Famille Bélier, de Eric Lartigau
Hippocrate,  de Thomas Lilti
Saint Laurent, de Bertrand Bonello
Sils Maria, de Olivier Assayas
Timbuktu, de Abderrahmane Sissako


Melhor Primeiro Filme
Les Combattants, de Thomas Cailley
Elle l’Adore, de Jeanne Herry
Fidelio, l’Odyssée d’Alice, de Lucie Borleteau
Party Girl, de Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis
Qu’Allah Bénisse la France, de Abd Al Malik


Melhor Documentário
Caricaturistes - Fantassins de la Démocratie, de Stéphanie Valloatto
Les Chèvres de ma Mère, de Sophie Audier
La Cour de Babel, de Julie Bertuccelli
National Gallery, de Frederick Wiseman
The Salt of Earth, de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado


Melhor Filme de Animação
Le Chant de la Mer, de Tomm Moore
Jack et la Mécanique du Coeur, de Mathias Malzieu e Stéphane Berla
Minuscule - La Vallée des Fourmis Perdues, de Thomas Szabo e Hélène Giraud
Bang Bang!, de Julien Bisaro
La Buche de Noël, de Vincent Patar e Stéphane Aubier
La Petite Casserole d’Anatole, de Eric Montchaud
Les Petits Cailloux, de Chloé Mazlo


Melhor Curta-Metragem
Aïssa, de Clément Tréhin-Lalanne
La Femme de Rio, de Emma Luchini e Nicolas Rey
Inupiluk, de Sébastien Betbeder
Les Jours d’Avant, de Karim Moussaoui
Où Je Mets ma Pudeur, de Sébastien Bailly
La Virée à Paname, de Carine May e Hakim Zouhani


Melhor Filme Estrangeiro
12 Years a Slave, de Steve McQueen (Reino Unido/EUA)
Boyhood, de Richard Linklater (EUA)
Deux Jours, Une Nuit, de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne (Bélgica)
The Grand Budapest Hotel, de Wes Anderson (EUA)
Ida, de Pawel Pawlikowski (Polónia)
Winter Sleep, de Nuri Bilge Ceylan (Turquia)
Mommy, de Xavier Dolan (Canadá)


Melhor Realizador
Céline Sciamma, Bande de Filles
Thomas Cailley, Les Combattants
Robin Campillo, Eastern Boys
Thomas Lilti, Hippocrate
Bertrand Bonello, Saint Laurent
Olivier Assayas, Sils Maria
Abderrahmane Sissako, Timbuktu


Melhor Actor
Niels Arestrup, Diplomatie
Guillaume Canet, La Prochaine Fois Je Viserai le Coeur
François Damiens, La Famille Bélier
Romain Duris, Une Nouvelle Amie
Vincent Lacoste, Hippocrate
Pierre Niney, Yves Saint Laurent
Gaspard Ulliel, Saint Laurent


Melhor Actriz
Juliette Binoche, Sils Maria
Marion Cotillard, Deux Jours, Une Nuit
Catherine Deneuve, Dans la Cour
Emilie Dequenne, Pas son Genre
Adèle Haenel, Les Combattants
Sandrine Kiberlain, Elle l’Adore
Karin Viard, La Famille Bélier


Melhor Actor Secundário
Eric Elmosnino, La Famille Bélier
Guillaume Gallienne, Yves Saint Laurent
Louis Garrel, Saint Laurent
Reda Kateb, Hippocrate
Jérémie Renier, Saint Laurent


Melhor Actriz Secundária
Marianne Denicourt, Hippocrate
Claude Gensac, Lulu Femme Nue
Izïa Higelin, Samba
Charlotte Le Bon, Yves Saint Laurent
Kristen Stewart, Sils Maria

Melhor Revelação Masculina
Kévin Azaïs, Les Combattants
Ahmed Dramé, Les Héritiers
Kirill Emelyanov, Eastern Boys
Pierre Rochefort, Un Beau Dimanche
Marc Zinga, Qu’Allah Bénisse la France


Melhor Revelação Feminina
Lou de Laâge, Respire
Louane Emera, La Famille Bélier
Joséphine Japy, Respire
Ariane Labed, Fidelio, l’Odyssée d’Alice
Karidja Touré, Bande de Filles


Melhor Argumento Original
Les Combattants
La Famille Bélier
Hippocrate
Sils Maria
Timbuktu


Melhor Argumento Adaptado
La Chambre Bleue
Diplomatie
Lulu Femme Nue
Pas son Genre
La Prochaine Fois Je Viserai le Coeur


Melhor Fotografia
La Belle et la Bête, Christophe Beaucarne
Saint Laurent, Josée Deshaies
Sils Maria, Yorick Le Saux
Timbuktu, Sofian El Fani
Yves Saint Laurent, Thomas Hardmeier


Melhor Montagem
Les Combattants
Hippocrate
Party Girl
Saint Laurent
Timbuktu


Melhor Música Original
Bande de Filles, Jean-Baptiste de Laubier
Bird People, Béatrice Thiriet
Les Combattants, Lionel Flairs, Benoît Rault, Philippe Deshaies pelo grupo "HiTnRuN"
Timbuktu, Amine Bouhafa
Yves Saint Laurent, Ibrahim Maalouf


Melhor Som
Bande de Filles
Bird People
Les Combattants
Saint Laurent
Timbuktu


Melhor Guarda-Roupa
La Belle et la Bête
La French
Saint Laurent
Une Nouvelle Amie
Yves Saint Laurent


Melhor Direcção Artística
La Belle et la Bête
La French
Saint Laurent
Timbuktu
Yves Saint Laurent

 

Ver Também

12 Years a Slave (2013)

Bande de Filles (2014)

Boyhood (2014)

Deux Jours, Une Nuit (2014)

Ida (2013)

Mommy (2014)

Saint Laurent (2014)

Samba (2014)

The Grand Budapest Hotel (2014)

Une Nouvelle Amie (2014)

Yves Saint Laurent (2014)

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 21:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

17502672_rn2CK.jpeg

Vous n'avez Encore Rien Vu (Vocês Ainda não Viram Nada, ler crítica) será o filme exibido nesta Quinta-Feira, 29 de Janeiro, pelo Cineclube de Joane em Vila Nova de Famalicão. Trata-se da penúltima obra de Alain Resnais, um dos vanguardista do cinema francês que nos deixou ano passado e que concentra um trabalho intemporal de construção e desconstrução de linguagem cinematográfica. O enredo no remete a um funeral, um conto além-morte. Baseado nas peças teatrais “Eurydice" e "Cher Antoine ou l'amour rate” de Jean Anouilh que por sua vez é inspirada na mitologia de Órfeu, Vous n'avez Encore Rien Vu centra-se num dramaturgo que congrega com os seus amigos para encenar uma peça pela última vez. Mathieu Almaric, Sabine Azéma, Anne Consigny, Michel Piccoli, Lambert Wilson e Pierre Arditi integram o elenco. A não perder, amanhã pelas 21h30 na Casa das Artes de Famalicão. Uma recomendação tremenda do Cinematograficamente Falando …

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 18:05
link do post | comentar | partilhar

selma-ava-duvernay-david-oyelowo.jpg

Pelos vistos existe vida depois de Selma (que estreia no dia 5 de Fevereiro, no nosso país), a cinebiografia de Martin Luther King que se encontra presente entre os nomeados ao Óscar de Melhor Filme. A realizadora Ava Duvernay irá dirigir, escrever e produzir uma história de romance e crime durante a passagem do furacão Katrina, que fustigou a costa dos EUA. Nesta obra, ainda sem título, o actor David Oyelowo, presença habitual nos filmes de Duvernay, está cotado no elenco.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 06:07
link do post | comentar | partilhar

28.1.15

Blackhat - Ameaça na Rede.jpg

Perigo virtual!

 

Num encontro entre argumentistas decorrido em Setembro do ano passado, o produtor e argumentista James Schamus afirmou que actualmente Hollywood deixou de fazer filmes para americanos, mas especializou-se em se centrar no mercado dos jovens chineses, face ao fenómeno que tem sido gradualmente evidente nas grandes produções hollywoodescas. Esta preocupação tem sido demonstrada num lisonjear à cultura em causa, na inserção de personagens de tal nacionalidade e na intriga - mesmo sendo inúteis para a produção, são criadas sequências exclusivas para a versão chinesa (como foi o caso do terceiro Iron Man) ou a acção passa por território chinês. Neste último caso, o exemplo mais descarado foi sem duvida o quarto Transformers, com Michael Bay a direccionar metade da sua intriga para Hong Kong, somente com fins comerciais na mente. Resultado? Um estrondoso êxito de bilheteira.

 

Blackhat Movie.jpg

 

Para o leitor, todo este cenário é pura heresia, pois comparar Michael Bay com Michael Mann deveria ser considerado uma tremenda punição. Mas a verdade é que até mesmo o realizador do muito engenhoso Heat: Cidade sob Pressão parece ter-se entregado a este mesmo processo. Blackhat: Ameaça na Rede apresenta-nos uma temática moderna sobre os perigos da informática e das redes cibernéticas. É uma obra sobre tecnologia e as consequências dessa mesma tecnologia para a sociedade, cada vez globalizada e dependente destes meios. No centro disto, encontramos um novo tipo de crime, golpes que não são mais executados com a precisão da mira, mas sim sob códigos de computação e o uso do teclado. Nesta transição da velha escola para os tempos sofisticados de hoje, é curioso ver Mann a abandonar parcialmente os grandes tiroteios e os bandidos quase a roçar o velho oeste para se entregar uma nova corja de bandidos.

 

chris-hemsworth-blackhat-movie-5.jpg

 

Contudo, mesmo sob este novo cenário, o nosso autor conserva as suas marcas:  continua a filmar a noite citadina como ninguém ou o metro como refugio pós-climax, mas a sua mais interiorizada imagem de marca é a forma com que aborda a complexidade das relações debaixo das "barbas da lei", novamente citando tragédias gregas ou amor platónicos "à prova de bala". O mesmo se pode dizer dos seus anti-heróis, que evidenciam uma descrença de Mann em personagens sociopatas, preferindo ligações humanas. Nesse sentido, visualizamos o mesmo retrato do crime cometido pelo mesmo "pintor" e, neste caso, temos umas das suas "pinturas" mais decepcionantes, pelo menos a que reúne as personagens mais vazias da sua carreira (mesmo valendo o esforço de Viola Davis). O desfecho é prova disso. A montanha pariu um rato e o velho Michael Mann demonstra pela primeira vez cansaço.

 

blackhat-movie-image-5.jpg

 

E é pena, porque longe dos olhares menos discretos do cariz comercial da obra, Blackhat reserva-nos momentos interessantes do panorama actual do cinema de acção norte-americano. Não é todo os dias que vemos o protagonista a invadir com êxito os sistemas informáticos da NSA (será um espectro vingador de Edward Snowden?) ou Chris Hemsworth a entregar-nos a sua melhor composição cinematográfica. No final, temos assim um descuido do autor, mas ainda assim recheado de pontos de interesse e com o selo Michael Mann.

 

"You are no longer in control..."

 

Real.: Michael Mann / Int.: Chris Hemsworth, Viola Davis, Wei Tang, Leehom Wang, Ritchie Coster

 

blackhat-movie-image-4.jpg

 

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 00:28
link do post | comentar | partilhar

27.1.15

tedposterlarge.jpg

 

 

Ver Também

Ted (2012)

A Million Ways To Die In The West (2014)

Amanda Seyfried em Ted 2!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 23:33
link do post | comentar | partilhar

Sem Título.jpg

Segundo o The Hollywood Reporter, foi divulgado o elenco principal da versão feminina de Ghostbusters: Caça Fantasmas por Paul Feig. Esta sequela / reboot do filme de culto de Ivan Reitman (que só estará na produção deste novo filme) em 1984, seguirá a mesma linha das anteriores comédia de Feig, referindo obviamente a Bridesmaid ou The Heat, onde é comum elencos maioritariamente femininos e gags de igual género. Já há algum tempo especulava-se a presença de Melissa McCarthy (umas das "actrizes fetiches" do realizador), a confirmação seguiu na mesma fonte. A acompanhar a mesma, poderemos contar com Kristen Wiig, Leslie Jones e Kate McKinnon, todas membros do programa Saturday Night Live, de momento em negociações com a Sony Pictures. Os novos "caça-fantasmas" começarão a ser filmados neste Verão em Nova Iorque.

 

Ver Também

Ghostbusters (1984)

Confirmado realizador e argumentista de Ghostbusters 3!

Rumor: Paul Feig como realizador de uma versão feminina de Os Caça-Fantasmas?

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 22:56
link do post | comentar | partilhar

NE7n5PExCspQag_1_b.jpg

Foi revelado o primeiro trailer de Child 44 (Criança Nº 44), o novo filme de Daniel Espinosa (Safe House), que tem como base o primeiro livro de uma trilogia escrita por Tom Rob Smith. A história, que decorre numa União Soviética do regime de Estaline, remete-nos ao agente do MGB Leo Demidov (Tom Hardy), que tenta investigar um assassinato de uma criança. Contudo, esta sua investigação começa a tornar-se problemática para um sociedade supostamente justa, onde o crime é supostamente inexistente. Noomi Rapace (Millennium), Gary Oldman (Tinker Tailor Soldier Spy), Joel Kinnaman (The Killing), Paddy Considine (In America), Jason Clarke (Dawn of the Planet of the Apes), Vincent Cassel (La Haine) são os outros nomes do elenco. Com estreia prevista para Portugal no mês de Maio.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 20:34
link do post | comentar | partilhar

Sem Título.jpg

A Cinemateca-Portuguesa Museu do Cinema vai acolher a antestreia de The Baldlands (A Terra dos Carecas), uma produção independente financiado pelo próprio realizador, Bernie Rao, um português radicado na Nova Zelândia. A obra remete-nos a um futuro distópico, onde a Nova Zelândia decreta uma lei que proíbe a calvície e com isso o uso de perucas. Condenados a viver na marginalidade, é então que um grupo de carecas seguem numa jornada em busca de uma terra prometida onde os sofredores de calvície podem por fim viver em liberdade, a prometedora Baldlands.

 

"Uma comédia negra satírica que serve de homenagem aos filmes de ficção cientifica distópico como Logan's Run e Fahrenheit 451" descreve o realizador, referindo ainda que a sua obra tem como ponto de partida demonstrar que a "liberdade é uma ilusão". No elenco podemos encontrar ainda o veterano actor neozelandês Murray Davidson em conjunto com Alasdair Johnston, Chris Jacobs, Steven Macnamara, Danielle Van der Linde, Andrew Cook e Kimberly Buchan. (ver site oficial, aqui)

 

A Terra dos Carecas será exibido amanhã, dia 28 de Janeiro, na sala Félix Ribeiro, pelas 21h30, contará com a presença do realizador, assim como a sua perfomance musical, visto que o filme será musicado ao vivo.

 

 

Ver Também

A Terra dos Carecas, onde a calvície é crime!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 19:07
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Paul Vecchiali e Jem Cohe...

Power Rangers (2017)

Novo Suspiria será negro ...

10ª Festa do Cinema Itali...

Kleber Mendonça Filho pre...

Arranca hoje!

Falando com Alain Guiraud...

Homossexualidade na Disne...

Falando com Dalibor Matan...

Beauty and the Beast (201...

últ. comentários
A Bela e o Monstro (2017): 5*Eu amei o filme.As mú...
Annabelle: 4*A história de "Annabelle" é muito int...
On the reverse side, we still have many of vets th...
Não vejo como foi previsível. Os críticos contavam...
Não vejo como foi previsível. Os críticos contavam...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO