30.4.08

Eu sei, o regresso de Wong Kar Wai, o thriller aspirativo a Casino de Martin Scorsese e o vencedor do Prémio de Júri de festival de Berlim, mas mesmo assim irei destacar o esperado blockbuster de Jon Favreau, Iron Man – O Homem De Ferro, a enésima adaptação de uma BD da Marvel que conta com Robert Downey Jr. no papel principal, sendo este um dos motivos a ver. Os outros são claros os efeitos especiais, as sequências de acção e todos os factores que beneficiam as audiências de Verão. Com Gwineth Paltrow (Shakespear in Love, Proof), Terrence Howard (Crash, The Hunting Party) e Jeff Bridges (Starman) na pele do calculista vilão, Iron Monger. Se Iron Man com estas razões não for um bom filme de entretenimento, então não sei o que será.

Wong Kar Wai, o romântico autor oriental de 2046 e o incontornável Disponivel Para Amar, regressa em mais uma incursão amorosa com Norah Jones no principal papel ao lado de jovens estrelas e acima talentosas tais como Jude Law (Alfie, Closer, Cold Mountain), Natalie Portman (The Other Boleygn Girl, Closer) e a “sempre bemRachel Weisz (Constatine, Constant Gardener) em My Blueberry Nights – O Sabor do Amor, a recomendação para o espectador mais apaixonado.

Kevin Spacey é um dos nomes grandes do elenco de um dos thrillers sensação deste ano, 21 – A Ultima Cartada, que baseado em factos verídicos, remota á história de um estudante que para poder estudar precisará de jogar duro nos casinos. Também com Laurence Fishburne, Jim Sturgess e Kate Bosworth. Para finalizar o grande vencedor do Prémio de Júri do Festival de Berlim, Irina Palm, um drama de Sam Garbaski e o retorno de Marianne Faithfull como protagonista (“fiel” aos seus princípios). Um filme a ver!

Conforme seja a sua escolha, bons filmes.

publicado por Hugo Gomes às 23:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar


 

Nascido a 1968, é considerado por muitos um mestre do terror espanhol, estudou comunicações e fotografia na Universidade de Barcelona, graduando em 1991 e um ano depois conseguiu trabalhar como jornalista e host num programa de rádio da Radio Hospitalet. Iniciou a carreira de realizador em 1994 com a curta Alicia e um anos mais tarde Dias Sín Luz, uma curta o qual recorre a ficção científica. O seu primeiro filme propriamente dito foi o culto Os Sin Nombre (Os Sem Nome) – 1999, o qual lançou o realizador para a galeria do horror. Realizou em 2002 a longa-metragem spin-off do concurso Operação Triunfo, como também o filme Darkness, outra incursão do terror que utiliza algumas estrelas internacionais, nomeadamente Anna Paquin que ascendia devido a X-Men. Coordenou Calista Lockheart (Ally MacBeal) em Fragiles - Frágeis (2005) e integrou em 2006 na colectânea televisiva; Peliculas Para No Dormir. O seu maior sucesso foi com a cooperação com Paco Plaza em (REC) - 2007; um filme de terror mockumentário que conseguiu causar algum frenesim e hype em sua volta, o remake americano já vem a caminho.


publicado por Hugo Gomes às 23:15
link do post | comentar | partilhar

28.4.08

 

E porque Angelina Jolie e Sarah Jessica Parker são mulheres para um poster só.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 23:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

O poster do clássico It´s Alive de 1974

 

Mais um filme de terror clássico condenado á repetição, desta vez é It’s Alive, o terror de ficção cientifica de 1974 realizado por Larry Cohen que conta a historia de um jovem casal que têm um bebé aparentemente normal mas que aos poucos irá converter-se num mutante que mata quando chora. O filme ainda não tem data de estreia definida, mas já podemos contar com o trailer, um daqueles que revela o filme “quase” todo.

 


publicado por Hugo Gomes às 23:30
link do post | comentar | partilhar

E esta ultima? O que me dizem?

tags:

publicado por Hugo Gomes às 23:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Depois de tantas incertezas e contratempos, o (muito) esperado projecto The Hobbit, o quarto da legacia de o O Senhor Dos Anéis, a premiada obra literária de Tolkien, poderá contar com Guillermo Del Toro como realizador sob a “custódia” de Peter Jackson (realizador original da trilogia galardoada) como produtor. A juntar á produção temos a confirmação de Ian Mc Kellen e Andy Serkis, que voltaram a desempenhar os seus papéis, o primeiro Gandalf, O Cinzento e o segundo sob auxílio tecnológico, o celebre Gollum. O filme será dividido em dois segmentos que prevêem estrear algures para 2011 e 2012.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 22:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

27.4.08
tags:

publicado por Hugo Gomes às 23:06
link do post | comentar | partilhar

26.4.08

Sex and The City: The Movie

Real.: Michael Patrick King

Int.: Sarah Jessica Parker, Kim Cattrall, Jennifer Hudson

A adaptação da célebre serie de TV, O Sexo e a Cidade (1998 – 2004), o qual aqui nesta aparição cinematográfica, o realizador Michael Patrick King (veterano em diversos episódios) recupera as protagonistas como também as situações o qual deram sucesso para realizar a comédia romântica deste Verão. Par fãs da série e talvez para muito mais.

 


 

The Chronicles of Narnia: The Prince Caspian

 

Real.: Andrew Adamson

Int.: Liam Neeson, Ben Barnes, Warwick Daves

Passado 3 anos desde a primeira aventura dos quatros irmãos órfãos em terras desconhecidas e fantásticas em solo Nárnia, a segunda aventura promete acima de tudo, muito mais efeitos especiais, muitas criaturas digitais e todos os ingredientes que apaixonaram os fãs da série de livros de C. S. Lewis. Com nova adição Ben Barnes (Stardust) no papel do decisivo Príncipe Caspian e claro, Liam Neeson a repetir o seu desempenho no “majestoso” leão Aslan.

 

 


-

The Incredible Hulk

 

Real.: Loius Leterrier

Int.: Edward Norton, Tim Roth, William Hurt

Loius Leterrier (Correio de Risco) substitui Ang Lee depois de este ter criando uma versão mais pessoal e filosófica da célebre figura verde da BD. Com a saída do mesmo, todo o elenco passado foi descartado e nos seus lugares apresentaram actores de igual ou maior calibre. Edward Norton que recentemente está a passar uma fase mais despercebida da sua carreira tem neste blockbuster a sua oportunidade de brilhar, o mesmo que Tim Roth (Cães Danados) que irá encarnar no vilão de serviço (O Abominável).

 


 

Iron Man

 

 

Real.: Jon Favreau

Int.: Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow, Jeff Bridges

Robert Downey Jr. Estreia aqui com o seu primeiro blockbuster, interpretado a conhecida personagem Tony Stark, um vendedor de armas que devido á exposição a situações traumatizantes se converte num herói metalizado, Iron Man – O Homem de Ferro. Utilizando a tecnologia mais avançada e um estilo simples e belo, Stark está preparado para vencer qualquer desafio. Do realizador de Elf e Zathura.



publicado por Hugo Gomes às 10:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

O filme de terror protagonizado por Kirk Douglas (pai do próprio actor Michael Douglas) e realizado por Brian De Palma, The Fury (1978), será refeito. O argumento terá ao cargo da dupla Brian McGreevy e Lee Shipman, a nova versão está programada para estrear no próximo ano, ainda nãos e conhece realizador e elenco definido. A historia gira em volta de um homem possuidor de poderes sobrenaturais que é mantido secretamente pelo governo para que lhe possam explorar esse mesmo dom.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 10:00
link do post | comentar | partilhar

26.4.08

Penso que o poster diz tudo!

tags:

publicado por Hugo Gomes às 09:18
link do post | comentar | partilhar

25.4.08

Alguém se lembra do filme de John McTiernan, 13Th Warrior – O Ultimo Viking (1999), em que Antonio Banderas no papel de um guerreiro nórdico teria que combater umas criaturas no mínimo bizarras, bem agora a conversa é outra, mas não tão diferente. O filme chama-se Outlander, e em vez de Banderas temos Jim Caviezel (sim o Jesus Cristo do Paixão de Cristo de Mel Gibson), um guerreiro viking que terá que combater um alien predador de nome Moorwen, e com ele vêm um exército de vikings; John Hurt (V for Vendetta), Ron Perlman (Hellboy) e Sophia Myles (Underworld, Tristan + Isolda). Um filme dirigido por Howard McClain, que têm como curiosidade de ser falado em “Old Norse”, um língua antiga nórdica.


publicado por Hugo Gomes às 10:31
link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar

E porque até mesmos os heróis têm dias maus, ou simplesmente têm mau feitio, Hancock é a prova disso, um super-herói (Will Smith) que acaba de divorciar da sua mulher (Charlize Theron) e constantemente afogar as suas mágoas em álcool, o que dificulta um pouco o seu trabalho de “super” Realizado por Peter Berg (O Reino) e com data marcada para 2 de Julho nos EUA, eis o novo trailer.


publicado por Hugo Gomes às 10:13
link do post | comentar | partilhar

Passaram 21 anos desde que Joel Schumacher (Numero 23, Batman e Robin) utilizou a fórmula de combinação entre vampiros e adolescentes, The Lost Boys – os Rapazes Da Noite, em que 1987 contava com Kiefer Sutherland e Jason Patric nos principais papeis e claro com Corey Fieldman (nos seus melhores dias) como pendura. 21 anos depois, nem sinal de Sutherland, nem de Patric, mas Fieldman é o único repetente da fita original. The Lost Boys 2 – The Tribe é a sequela que seguirá directamente para DVD, dirigido por P. J. Pesce (autor de “coisas” como Sniper 3 e Dusk Till Dawn 3). A ser lançando para Julho.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 10:06
link do post | comentar | partilhar

Começou a ser rodado “Mein Kampf”, uma comédia satírica que explora com ironia e polémica a vida de Adolf Hitler, o qual será protagonizado por Tom Schilling (Joy Divison, Pornorama). O filme tem data de estreia para 2009 somente na Alemanha.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 10:02
link do post | comentar | partilhar

24.4.08

Real.: Bruce McDonald

Int.: Ellen Page, Ari Cohen, Maxwell McCabe-Lokos

 

 

A vida de Tracey com todo o seu “esplendor” e “podres” poderia ser facilmente integrada numa metragem de características independentes, o qual poderia se espontaneamente perder entre a remessa anual. Mas Bruce McDonald tem outros propósitos, decide marcar a sua fita que resume a um capítulo na vida de uma adolescente perturbada e criar uma narrativa visual em “mosaico”, literalmente, o qual os ditos fragmentos condizem com a frágil mente da personagem Tracey, fortemente interpretada por Ellen Page que segura o papel e se mostra como uma sólida actriz promissora. Ou seja, The Tracey Fragments distingue das outras produções independentes da sua maneira de narra o seu “banal” argumento, resultando assim numa obra experimental e basicamente artística.

Será esse o grande defeito, aqui McDonald sacrifica o seu potencial filme me nome da arte, em que o seu artificio distinto “sufoca” a premissa e assim ganhando contornos surrealistas que confundem com a historia e vice-versa. Até meio caminho, os espasmos hiperactivos deduzidos pelo realizador chegam mesmo a prejudicar o potencial da actriz que se converte até certa altura um “boneco falante”, onde o sopro de vida é inexistente. Isto tudo poderia chegar a uma inocuidade para os patamares da arte, mas na proximidade dos créditos finais, como por compensação, o filme inicia uma jornada de sentido, os referidos espasmo criativos de McDonald acalmam-se e a história começa a solidificar.

É um objecto que prometia, Ellen Page consegue afirmar porquê a nomeação do Óscar de Melhor Actriz não era uma decisão descabida, mas o filme cai quase como desgraça no pretensiosismo de McDonald em realizar uma obra indigesta e puramente experimental. Para mim, a desilusão cinematográfica do ano.

O melhor – Ellen Page a aguentar a fita

O pior – claramente mais um filme estragado com o pretensiosismo cultural

4/10 **


publicado por Hugo Gomes às 20:17
link do post | comentar | partilhar

Adrien Brody, conhecido por ter protagonizado O Pianista de Roman Polanski irá estar sob as ordens do mestre de terror italiano Dario Argento (Suspiria, Phenomena) para rodar Giallo, o novo thriller que contará a história de uma hospedeira de bordo norte-americana (Elsa Pataky) que juntamente com um inspector italiano, Enzo Lavia (Brody) tentaram encontrar a sua irmã desaparecida.


publicado por Hugo Gomes às 16:47
link do post | comentar | partilhar

23.4.08

O destaque desta semana obviamente não será acessível para todos, já que só foi adquirido uma cópia no nosso país, o qual em Lisboa será exclusiva para os cinemas UCI e depois seguirá para o Porto, deixando á parte o resto do país que apenas desfrutará o filme (clássico, assim por dizer) em DVD. Estou obviamente a referir Blade Runner – Edição de 25 anos de Ridley Scott, o clássico de ficção científica que perdurou como um dos filmes mais controverso de sempre e talvez a fita que mais versão levou. A sua reposição já é um dos eventos cinematográficos mais importantes do ano. Com Harrison Ford, Rutger Hauer e Daryl Hannah, num filme para ver e rever, sempre!

Agora quanto às estreias mais recentes, Semi-Pro de Kent Alterman, mais uma aventura de Will Ferrell no seio desportivo que depois de percorrer Nascar em As Corridas Loucas de Ricky Bobby e patinar artisticamente em A Gloria dos Campeões, é a vez de driblar a bola numa incursão humorística do basquetebol, em que a personagem de Ferrell é um “meio” craque.

Um thriller á francesa em que a bela Asia Argento é um bela para matar. Boarding Gate de Olivier Assayas, o mesmo do excepcional Clean (2004), ainda conta com o “quase desaparecidoMichael Madsen (Cães Danados, Sin City) e o chinês e talentoso Carl Ng. Com dois anos de atraso, eis que finalmente estreia no nosso país, One Night With the King – Uma Noite com o Rei, um drama épico e bíblico com Tiffany Dupont (Dúzia É Mais Barato), Luke Goss (Blade 2, Hellboy 2), John Noble (Senhor Dos Aneis – O Regresso Do Rei, Medo de Morte), Omar Sharif (Hidalgo) e o mítico e indispensável em termos de apresentação, Peter O'Toole.

Halle Berry e Benicio Del Toro encontram-se num aclamado drama em que ambos possuem um passado trágico que querem esquecer á força. Things We Lost in The Fire é o primeiro trabalho americano da dinamarquesa Susanne Bier. Um filme a ver.

Katherine Heigl perde-se por amores pelo seu patrão e persiste no seu sonho de casar, mas o qual nunca acontece, por parece que o lugar de dama de honor é sempre o dela. Uma comédia romântica da bela actriz que encantou em Knocked Up – Um Azar do Caraças. Depois do grande sucesso nos EUA, 27 Dresses finalmente estreia em Portugal.

Falando em sucesso, temos Meet The Spartans, a comédia spoof dos mesmos criadores de Scary Movie e doutras abominações como Date Movie e Epic Movie, e claro com Carmen Electra batida” neste tipo de produções, que tem como alvo o grande sucesso de 300 de Zack Snyder, se está á procurar de uma comédia em que o cérebro não esteja necessariamente ligado, então este “filme” é a escolha certa.

Conforme seja a sua escolha, bons filmes


publicado por Hugo Gomes às 23:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Os irmãos Waschowski (Matrix) têm planos para uma sequela de Speed Racer, se caso se o filme garantir sucesso:

"Look, they have a great story idea for a sequel to this movie (Speed Racer), we have a great idea for a sequel if it makes sense to make it," cita Joe Silver, produtor do filme.

Speed Racer é a adaptação cinematográfica de uma série animada japonesa dos anos 60 que conta a história de um jovem corredor (Emile Hirsch) que para poder ajudar a sua família necessita de ganhar uma corrida clandestina e muito perigosa. A estrear no dia 26 de Junho de 2008 no nosso país.


publicado por Hugo Gomes às 16:48
link do post | comentar | partilhar

23.4.08

Real.: David Moreau, Xavier Palud

Int.: Jessica Alba, Alessandro Nivola, Parker Posey

 

 

Mais uma vez, Hollywood recria as histórias de sustos provenientes do oriental, produzido revisões desses mesmos filmes ou da pior das hipóteses uma cópia acessível para as audiências mais ocidentais, infelizmente esta The Eye fica-se pela última opção. Jessica Alba é Sidney Wells, uma cega prematura que ao receber um transplante de córneas começa a visionar imagens estranhas que envolvem mortos e fantasmas, Dr. Paul Falkner (Alessandro Nivola) decide ajuda-la dando lhe a conhecer a identidade do dador que os levará para um trágico e misterioso passado.

 

 

Em 2001, os irmãos Pang aproveitaram a famosa quote de Haley Joel Osment (Sexto Sentido – M. Night Shyamalan) “I see dead people” literalmente e realizam e escrevem um filme de suspense lento, mas rico em sustos em que conecta memoria celular com espectros e presságios de morte, um filme de terror chinês no mínimo arrepiante. Ao contrário da obra anterior, este The Eye não possuía a mesma calma na resolução dos sustos, mesmo não tendo visto o filme anterior, o qual as cenas de sustos são “vergonhosamente” copiadas” são previsíveis e só um mal-habituado ao género conseguirá dar um salto na cadeira ao vê-los. O argumento tal como as sequências de puro terror são resumidamente cópia, onde a originalidade não é de facto o mérito desta fita.

Talvez o que justifique esta versão é o facto de Jessica Alba ter alguns dos momentos mais altos da sua carreira desde Sin City, invocando alguns espasmos de “boa actriz”, mesmo Alessandro Nivola consegue dar presença em todas as suas cenas. Os efeitos especiais são previsíveis neste tipo de produções, e com o erro de serem demasiados vistosos o que afasta á partida qualquer momento de tensão e clima de horror. Mais um remake para a lista.

O melhor – Jessica Alba como cega e delito estético

O pior – sustos gastos e copiados até á medula, o mesmo que a trama

 

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 16:33
link do post | comentar | partilhar

tags:

publicado por Hugo Gomes às 12:38
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

The Snowman (2017)

Harvey Weinstein expulso ...

Arnaud Desplechin com nov...

Arranca hoje o 22º Cine'E...

Seguimos de viagem com o ...

Falando com José Pedro Lo...

The Foreigner (2017)

TRAÇA apresenta segunda e...

Luc Besson tem novo proje...

Le Fils de Jean (2016)

últ. comentários
Muito bom o teu blog, Hugo! Continua com o excelen...
Boas biopics são os verdadeiros e honestos retrato...
Boa Tarde; enviei-lhe um email para o seu email. O...
Uma Jóia do Cinema. O Kubrick sempre foi muito sub...
Já tinha visto este trailer e antes de ver fiquei ...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO